Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘árvores’

As árvores são Luz condensada!

arvores

“Que bênção, que riqueza são as árvores! Sobretudo
quando se consegue sentir que toda aquela matéria sólida, compacta, na realidade é luz condensada. Sim, aqueles troncos, aqueles ramos, aquelas folhas, alimentam-se de luz e são luz solar condensada.

Como se pode não ficar maravilhado ao pensar que o amor do sol se encontra nelas em abundância? E, ao purificarem a atmosfera com o oxigénio que libertam, as árvores são também nossas benfeitoras; por isso, aqueles que vivem perto de uma floresta são
verdadeiramente privilegiados.

Uma floresta é, naturalmente, um lugar cheio de presenças.
Logo que eu começo a caminhar entre as árvores, sinto presenças.
Por isso, falo-lhes. Eu sei de que maneira me dirigir a elas, como comunicar com a sua alma, e elas compreendem-me.
Todas aquelas árvores são habitadas e os humanos seriam mais felizes se tivessem consciência disso e procurassem manter verdadeiras relações com elas.

O que é um carvalho? O que é um pinheiro? O que é um eucalipto?… É preciso ter estado durante horas junto deles para descobrir a sua alma e comunicar com ela.”


Omraam Mikhaël Aïvanhov

Anúncios

Read Full Post »

 

Meu nome é Snow.

Venho entre vocês para falar-lhes.
Falar da liberdade.
Daquela que é, daquela que não é.

Venho entre vocês, acompanhada de minha Vibração de Estrela de Maria.

No conjunto de minhas vidas passadas no mundo em que vocês estão, eu sempre fui uma alma próxima da Mãe Terra, da natureza e, portanto, do grande Espírito que vocês chamam de A Fonte.

Eu venho falar-lhes, a pedido de Maria, desta liberdade.

Hoje, sobre esse mundo em que vocês pisam seus passos, em seu povo como na maior parte dos povos, o sopro de liberdade, que existia nesta matriz, e que era ainda possível, foi suprimido.

Ele foi substituído pela segurança que os faz crer na liberdade.
Esta segurança os colocou, queiram ou não, no medo.

E o medo é, hoje, na humanidade, o elemento o mais limitante e o freio o mais importante para o acesso ao Espírito.

O medo é o oposto da liberdade.

Em meio ao meu povo, como em meio aos povos primitivos, antes da existência de todos esses fatores que vocês vivem, o medo não podia existir.
Não havia que se proteger de nada, porque o medo era desconhecido.
Realmente.

Fosse através do que nos ensinavam, aqueles que nos educaram, fosse através de nosso modo de vida, do que fosse nossa capacidade espontânea de perceber a respiração da Terra e a respiração do Grande Espírito, não havia lugar para o medo, porque nós estávamos em segurança pelo pulso, mesmo, da Terra, que nós percebíamos.

Esta respiração que, hoje, mesmo em meu povo e em outros povos primitivos, quase não é mais percebida.

A Mãe Terra sempre foi nossa protetora.
E, em sua proteção, não havia qualquer medo, qualquer necessidade.

Nós éramos, realmente, como disseram outros Anciões antes de nós, os Filhos do Céu e da Terra.
E, em meio a este espaço, mesmo agora que eu sei ser falsificado, nós éramos realmente livres, por nossa conexão ao Céu e à Terra.
***

Hoje, as diligências do mundo ocidental e global voluntariamente os privaram desta conexão, por diferentes meios, simplesmente afastando-os da natureza.

Cortando-os da natureza, torna-se então muito fácil cortá-los do grande Espírito e do sopro de Vida e substituir a verdadeira liberdade por uma ‘necessidade de segurança’ e, sobretudo, pelo medo.

Medo, eu o repito, que nos era desconhecido.
Desconhecido porque mesmo sentido por vezes por uma criança, frente a um animal selvagem, parava a percepção da Vida e da Terra.

E, mesmo para uma criança, ao fazer a experiência uma vez, duas vezes, bastava para fazê-la tomar Consciência que não podia existir qualquer medo entre o Céu e a Terra.

Certamente, a liberdade estava mesmo neste espaço.
Ela não se referia ao que, hoje, lhes é oferecido, que é o acesso, para além desse mundo, à verdadeira trama do mundo.
Mas o que lhes é oferecido pelos grandes Seres, por nós, lhes é difícil de ali aceder.

A preparação dura certo tempo.
Simplesmente porque os cortaram da Terra e, não tendo mais o apoio da Energia da Terra, o grande Espírito é simplesmente negado, muito naturalmente.
***

Eu já disse, há pouco tempo, que o contato com a natureza era um meio essencial de permitir-lhes restringir o medo e, portanto, melhorar, mesmo em suas Vibrações novas, a qualidade desta percepção e a qualidade de suas próprias Vibrações.

Olhem para o conjunto de suas vidas, mesmo para os mais avançados de vocês para o retorno à Verdade, o quanto o medo está presente.
Este medo que, ainda uma vez, foi introduzido por múltiplos fatores, ele pode ser facilmente transcendido e superado, no que os grandes Seres, como os Arcanjos, denominaram “abandono à Luz”.

Mas vocês devem também encontrar a força, a força vital, que existe na Terra.
A Terra é seu apoio.

Não se esqueçam que a Terra faz o mesmo caminho que vocês, em seu retorno à sua Verdade, à sua sacralidade, como vocês dizem.
Ela os acompanha e ela os precede, mesmo.

Do mesmo modo que Maria está consciente de cada um de seus Filhos, a Mãe Terra, ela também, tem Consciência de vocês todos, sem exceção.
Ela registra, em sua matriz Cristalina Unitária, em seu centro, absolutamente tudo.

Eu sei que várias ferramentas lhes foram entregues, para permitir-lhes avançar para esta liberdade e que, definitivamente, hoje, o que resta, verdadeira e fundamentalmente, são os medos, que vêm das feridas, das crenças, de sua educação.

Lembrem-se que a Mãe Terra pode ajudá-los a encontrar, nela, um apoio e um desenvolvimento para o grande Espírito, porque é apenas através da conexão ao Céu e à Terra, a Gaia, como vocês a denominam, e à Fonte, que se transcendem todos os medos.
***

Peçam à Terra.
Entreguem-lhe suas feridas, seus sofrimentos e peçam-lhe.

Frequentemente, o ocidental pensa no céu, pensa na ajuda dos Grandes Seres, mas não pensam jamais na Terra.
A Terra também que, atualmente, vive sua mutação.

Como se lhes disse, ela dá à luz, ela se entrega e ela é portadora, inteiramente, das mesmas Energias e da mesma Consciência que vocês, manifestadas diferentemente, percebidas diferentemente, mas as mesmas qualidades estão presentes.

A Terra é um apoio.
É em seu seio que vocês devem se elevar.

A Terra, como dizem ainda alguns povos primitivos religados, acelerou grandemente o som do tantã [espécie de tambor].
Sua frequência aumentou.
Ela Vibra mais forte.
Ela cresce, também.
Ela cresce e ela Vibra mais forte, acompanhando sua própria transformação.

Ela vai, ela também, para sua entrega e, portanto, sua liberdade.

Eu sei que vocês, ocidentais, e muitos povos, hoje, foram forçados, de algum modo, a colocar sua segurança no exterior de vocês, no que vocês chamam de casa, banco e seguranças, quaisquer que sejam, seguros…

Mas o que representa, a seus olhos exteriores, vantagens em sua vida, tendo lhes conferido uma forma de liberdade, não é a liberdade.

Então, certamente, os seres que se despertam tornam-se mais conscientes e mais lúcidos do que povoa o grande Espírito, Presenças além desse mundo.

Não é necessário, simplesmente, esquecer a Terra.
Ela os acompanha, como vocês a acompanham.
Vocês são, de algum modo, e nós fomos todos, constituídos de sua carne.

Hoje, os sons do tantã da Terra crescem ainda mais, legando-os a se colocarem, eu penso, as boas questões.

Não vejam, na agitação da Terra, cataclismos, mas simplesmente a oportunidade de se colocarem as boas questões.
***

O homem, a mulher, tem tendência a se fechar nas falsas liberdades que protegem e nivelam certas dificuldades.
A técnica lhes trouxe, certamente, facilidades, mas essas facilidades são apenas aparentes, mesmo se têm, bem contra sua vontade, também servido à Luz e à Autenticidade.

Mas, no que concerne a seu caminho Interior, elas os impediram, bem contra a vontade de vocês, de serem livres.

Hoje, mais do que talvez há ainda algumas dezenas de anos, a técnica deve se esvair.
A parada desta técnica lhes permitirá, no momento vindo, retomar Consciência e contato em vocês mesmos, com vocês mesmos, com o Céu e com a Terra, também.

Compreendam bem que a técnica, como a Terra, emite ondas.
Os diferentes sons dos tambores da técnica, que vocês chamam de ondas, são, antes de tudo, criados para lhes mascarar o tantã da Terra.
Ela foi criada unicamente para isso.

Vejam hoje o futuro que lhes programaram aqueles que amam a técnica.
Querem, graças à técnica, ditar seu funcionamento, colocá-los na segurança.
Certamente, a técnica serve também.
Eu não coloco isso em dúvida.

Mas é preciso mesmo assim estar lúcido, totalmente lúcido, sobre o fato de que as ondas desta técnica, quaisquer que sejam, vão literalmente cortá-los da Terra, queiram ou não.

A liberdade deve, primeiro, ser-lhes restituída na Terra, para compreender e viver realmente o que acabo de viver.
É por isso que, num determinado momento, todas as ondas da técnica devem parar.
Não se está ainda aí, mas isso virá.

A técnica não funcionará mais, porque a Luz e as ondas da Luz são bem mais potentes que as ondas da técnica.
Seu tantã não está no mesmo nível.

Vocês não têm que ser apreendidos de temor, porque a parada da técnica os tornará livres.

O que vocês não podem talvez aceitar pelo momento, tornar-se-á totalmente evidente quando vocês não forem mais cerceados pelas ondas, de nenhum modo.

Vocês restabelecerão, naquele momento, a conexão com a Terra.
Quando isso se produzir, vocês saberão instantaneamente que estão no caminho para a liberdade, sua liberação.

Mesmo se isso hoje, com seu olhar de hoje, possa lhes parecer falso, vocês viverão o inverso quando isso chegar.

A parada das ondas restabelecerá a percepção da onda da Terra e, portanto, tornará possível o que vocês chamaram de sua translação ou sua Ascensão para o Espírito.

Esta etapa, portanto, de liberação e de liberdade, é primordial e essencial e, eu diria mesmo, vital.

Vocês descobrirão então que seu Espírito é todo potente, que vocês podem se restabelecer em seu corpo, como em seu Espírito.

De fato, as ondas da técnica os comprimem e os fecham muito mais facilmente que os fechando numa prisão, porque esta prisão é invisível e muito mais forte que os muros.

Isso, eu duvido sim que vocês tenham dificuldades para conceber ou para aceitar, mas quando esse momento vier, vocês se lembrarão de minhas palavras.
Vocês descobrirão, então, uma precisão e uma profundeza que não conhecem ainda, mesmo para com esse mundo que, no entanto, vocês são chamados a transmutar e a deixar.

Mas esta lucidez dos últimos tempos é tão indispensável como seu Coração.
Eu diria mesmo que esta liberdade ali contribuirá, a seu modo.
***

Se vocês tivessem a possibilidade de se colocar em um espaço, nesta Terra, onde não houvesse qualquer onda, como é possível em lugares muito restritos, onde nenhuma onda chega, vocês constatariam muito rapidamente que sua consciência, mesmo comum, é muito mais livre.

Nada do que foi construído, em meio à escravidão do homem branco, e da humanidade, agora, não é contrário à lei de escravidão [dependência].

Mesmo se lhes parece efetivamente apaixonante mudar de continente, em algumas horas, ou de lugares, em algumas horas, se comunicarem de um extremo a outro do planeta, instantaneamente.

Certamente, eu concebo muito bem, mesmo sem o viver, que isso pode ser palpitante.

Mas a verdadeira comunicação não é essa.
Ela se faz de Coração a Coração e não de vozes a vozes, levadas pelas ondas.

Eu exprimi isso também com relação, quando de minha última vinda, há algumas semanas, a mesma coisa com relação ao dinheiro: o fato de dar uma peça, um bilhete [uma nota] não é a mesma coisa que trocar algo que foi feito pelo homem, sem intermediário.

Quiseram, é muito simples, colocar-lhes intermediários por toda parte: entre você e o Espírito, entre você e o chefe, entre você e aquele que tem ainda mais poder que aquele a quem você se dirige.

Mas qualquer coisa que não está na justiça do Espírito tem um fim, mais cedo ou mais tarde.

A natureza e o grande Espírito serão sempre mais fortes que as perversões de alguns.

Assim, falar de liberdade retorna a falar do que vocês não podem conhecer, devido mesmo às suas circunstâncias de vida, mas é possível aproximar-se da liberdade com a natureza.

Certamente, isso não basta, aí também, para liberá-los totalmente, mas concorre para.

Eu diria mesmo que, no momento em que as ondas pararem, a natureza será seu salvo-conduto e sua Consciência também, porque a natureza resistiu.
As árvores, por exemplo, resistiram à falsificação.
Elas mantiveram a conexão entre esta Dimensão e o grande Espírito (as Dimensões Unificadas, se preferem).

A árvore é um vetor importante de seu alinhamento, de sua retidão, de sua verticalidade.

Há ainda árvores, apesar de todos aqueles que abateram voluntariamente, não dentro de qualquer objetivo de serviço, mas para cortar esta conexão.
Mas ainda há, muitas.

Muitos de seus cientistas dizem que sem as abelhas não haveria mais vida.
Mas, sem as árvores, tampouco.
***

Quando existe em vocês um medo, uma ferida que volta e que os paralisa, recorram à natureza para tirar o medo, porque a natureza guardou ainda esta inteligência de sua conexão e de seu papel entre o Céu e a Terra.

Mais do que nunca a natureza se desperta, mesmo danificada.
É por isso que, quando ouvimos que a Terra morre, esse é o olhar daqueles que não estão abertos à Luz.

A Terra não morre, ela se desperta, ela se revela.

Apesar de suas feridas, como as suas também, a Terra Vibra, cada vez mais.
Ela se libera, ela também.

E, portanto, em seu seio, vocês podem encontrar apoios importantes, em seus elementos.
A água.
As árvores, também.

Quando vocês voltam a ter confiança na natureza, ela lhes retorna: ela os coloca na confiança.

Ela lhes serve, ainda uma vez, de apoio para ir mais alto e se elevarem.

Portanto, sim, a Terra sofreu pelo que lhe fizeram alguns dos seres que andam sobre ela.
Mas ela se desperta e esta Vibração de Despertar é, se sua Consciência está bem orientada, muito mais perceptível que suas Vibrações de sofrimento.

Ligando-se a suas árvores, a seus elementos, vocês captam esse fluxo novo de Vida, porque a Terra acolheu, ao mesmo tempo em que vocês, o Espírito Santo, em seu núcleo, em seu Cristal, e ela lhes restituem.

Eu gostaria de dizer que o «combate» que existe em vocês existe também na Terra, mas vocês sabem bem que a Terra é mais potente que vocês.
Ela pode portanto ajudá-los a ir para a liberdade.
***

Como o sabem, existem muitos povos, sobre a Terra como na Terra, inúmeras Consciências muito diferentes, do mesmo modo que existem numerosos seres muito diferentes, que os assistem, ou que simplesmente vieram ver o que acontece, porque um nascimento é sempre algo de importante nos mundos, sobretudo quando um nascimento se acompanha de uma mudança tão radical e tão importante.

Tentem superar as imagens que alguns seres quiseram fazê-los adotar, de sofrimento da Terra, de Terra que agoniza.
Sim, o que agoniza, é o antigo.
Ela também faz sua mudança.
Não apenas vocês.

Portanto, superem esta visão de catástrofe, de destruição, porque esta destruição, justamente, permite também ir para a liberdade.

Ainda uma vez, aí também, como o disseram os Anciões, tudo depende do olhar, tudo depende do ponto de vista: ponto de vista da lagarta ou ponto de vista da borboleta.
Para a Terra, é a mesma coisa.

Compreendam bem e aceitem que isso faz parte da liberação da Terra.
Nenhuma autoridade e nenhuma potência podem matar a Terra.
É impossível.
Seria necessário, para isso, fazer explodir seu núcleo Cristalino e ele é imortal.
Como vocês.

Portanto, não se atrasem nas lutas, nem nas consequências dessas lutas, mas vivam antes a promessa do nascimento na nova Dimensão.

Aceitem também a partida de alguns irmãos animais.
Eles reencontram, eles também, sua liberdade em seu mundo de origem, confirmando em todos os pontos o que a lagarta chama de morte e a borboleta chama de nascimento.

Apenas a visão do medo que fala de morte.

Vocês têm a oportunidade, porque é uma oportunidade, de viver o que vocês vivem, mesmo se isso represente, para alguns desafios importantes, é uma oportunidade que, efetivamente, mesmo aqueles que vocês chamam de Anjos desejam, porque vocês estão plenos nesse nascimento.

Então, certamente, pode sempre haver o medo de não saber o que vai nascer.
Mas, quanto mais tiverem confiança, mais se aproximarão do que há após o nascimento.

Vocês perderam a Consciência de sua imortalidade e, portanto, há este medo, onipresente, da morte.

Ora, o conjunto dos Grandes Seres que vêm vê-los, vem lhes dizer que não é mais a morte, bem ao contrário, é o final da morte e o início da vida.
A verdadeira.

Não lhes é pedido para crer, mas para viver isso.
Isso é facilitado pela Terra.
Isso é facilitado pela Luz que os banha, cada vez mais, e que está aí, por toda parte.
***

Então, certamente, mais a Luz chega, mais as sombras querem mudar isso.
Mas isso não tem qualquer importância.
A única importância seria de ali atribuir sua Consciência.

Concentrem-se e abandonem-se à Luz, e isso bastará.
Vão para o que é simples.

Alguns Anciões falaram de humildade, de simplicidade.
Para mim, e também para vocês, a natureza é o que há de mais simples.

Ir para a liberdade é, obviamente, aceitar ser livre.
E ser livre, antes mesmo do nascimento, é aceitar viver a Alegria, quaisquer que sejam as circunstâncias de suas vidas, porque o nascimento que é anunciado é um verdadeiro nascimento.
Muitos profetas, visionários, o anunciaram, desde sempre.

Teriam então todos mentido?
Não haveria, sobre esta Terra, apenas coisas falsas?
Certamente, o mundo é falsificado.
Mas se não houvesse o menor grama de Verdade, mesmo a falsificação não poderia existir.
Isso, as sombras compreenderam perfeitamente.

Aí estão, Irmãos e Irmãs que evoluem nesse mundo, as algumas palavras que tinha vontade de dizer com relação à liberdade.

Não sei se me resta tempo ou não para acolher suas questões, se há…
***

Questão: posso estar admirado e na emoção face à visão de paisagens na natureza, mas aspectos da vida da fauna, os combates, por exemplo, me fazem mal. Por que?

Irmão, isso é característico de seu condicionamento e de seus medos porque, se você está em total confiança na natureza, mesmo os animais que se batem não se baterão mais, não se comerão mais, em sua presença.

Assim, portanto, os aspectos que você vê com seu olhar são unicamente ligados ao condicionamento da matriz e ao medo, mas também à própria falsificação desta matriz, onde um elemento, que não existia nos Mundos Unificados, foi introduzido.
Este elemento se chama de predação, que é totalmente ausente nos Mundos Unificados, mesmo de carbono.

A predação resulta de uma modificação inscrita nos genes e no cérebro, que não existia antes.
***

Questão: isso significa que em outros espaços os animais se alimentam de Luz?

Os mundos de carbono, mesmo Unificados, são obrigados a se alimentarem de proteínas ou do que existe nos mundos de carbono, mas sem, para tanto, que exista espécies animais (mesmo no que vocês chamam de insetos) que vivem pela predação.

Essas espécies não existem simplesmente, nesses mundos.

Lembre-se também que, nos mundos que vocês percorrem e que nós percorremos, muitas espécies não existem, porque são linhagens espirituais.

É portanto muito difícil fazer-lhes uma descrição fiel desses mundos de carbono Unificados.
***

Questão: a ressonância com as árvores me traz retidão, felicidade. Esta forma específica de confiança depende da presença física da árvore?

Irmã, para alguns seres, a Presença física não é indispensável.
Eles são conectados e religados, pela sua história nesta matriz, de sua reencarnação passada, pela experiência dessas reencarnações passadas e o contato com as árvores.

Alguns têm necessidade de ali se colocarem fisicamente, outros, não.

Quando a comunicação é estabelecida com uma árvore, você é reconhecido por todas as árvores, onde quer que você esteja, mesmo dentro de um espaço onde não há árvores.
E você pode, portanto, efetivamente, estabelecer uma conexão com elas, mesmo se não estão presentes, fisicamente.
Isso necessita um aprendizado.
Mas talvez, para você, este aprendizado foi realizado há muito tempo.
***

Questão: por que sinto tal chamado, desde algum tempo, pelas árvores, as florestas?

Irmã, este chamado corresponde ao que eu disse: as árvores estão, desde sempre, religadas.
Mais facilmente ainda, hoje, que o humano.

E, portanto, este chamado lhe permite se alinhar a si mesma.
Isso me parece muito natural e muito benéfico.

Muitos seres, mesmo entre os despertos, não têm esta consciência de utilidade da árvore.
E, no entanto, ela é extremamente útil.
***

Questão: o núcleo Cristalino vai seguir a evolução da Terra?

Como poderia ser de outro modo?
Sem núcleo Cristalino não há Terra, qualquer que seja a Dimensão.
***

Questão: a Terra, em sua evolução, vai então guardar o mesmo núcleo Cristalino?

Inteiramente, mas liberado dos freios que foram colocados pelas sombras.
Do mesmo modo que vocês desaparecerão desta Ilusão, a Terra, também, desaparecerá desta Ilusão e reaparecerá na nova vida.

Eu creio que, em seus escritos sagrados (os únicos que permaneceram sagrados, no Apocalipse), é dito que haverá sim novos Céus e uma nova Terra.
São as visões que compartilhei com meu povo, em minha vida, e que várias das Estrelas transmitiram à humanidade.
***

Não temos mais perguntas. Agradecemos.
***

Irmãos e Irmãs, então, eu lhes dou todo meu Amor e, eu espero, até uma outra vez.

*
************
*
Mensagem da Amada SNOW no site francês:
http://www.autresdimensions.com/article.php?produit=700
6 de Agosto de 2010
(Publicado em 11 de Agosto de 2010)
***
Versão do francês: Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com
Postado por Célia G.
***
Transcrição e edição: Zulma Peixinho
http://portaldosanjos.ning.com
*

Read Full Post »

 

A ÁRVORE – Arcanjo ANAËL –

Bem-Amadas Almas Humanas em encarnação e Sementes de Estrelas venho até vós para irradiar e emanar a minha Vibração Arcangélica na LUZ da FONTE e da LUZ ROSA.

Mas permitam-me primeiro intervir e dar-vos um certo número de “percepções” sobre o papel das Árvores no mundo e, especialmente, nesta dimensão.

Um número de coisas muito lógicas já são do vosso conhecimento, como o papel da oxigenação das Árvores.

Outros papéis também são conhecidos por quem trabalha a Terra.

A Árvore permite manter a Terra.

A Árvore também vos serve numa série de funções, como vos aquecer ou ainda na fabricação de móveis e objectos.

Além do visível, a Árvore pertence ao mundo invisível.

Com a sua posição ereta, ela é o intermediário e elo condutor entre a vossa Dimensão dissociada e os mundos não dissociados.

A Árvore está presente nos Multi-Universos e nas Multi-Dimensiões, logo que a Consciência esteja presente.

A Árvore, ela mesma Consciência, acompanha de diversas formas, a Consciência de si própria dentro das multi-dimensões.

A Árvore tem um papel tão importante, que vocês constatam, depois de numerosos anos, que um processo chamado de desflorestação está em curso no mundo.

Com efeito, aqueles que ainda não aderiram à LUZ, sabem pertinentemente que a Árvore permite a Vida e sustenta a Vida, mas que também sustenta e permite a elevação da Consciência.

Assim, na sua loucura, essas criaturas começam a limitar, drasticamente, a quantidade de Árvores presentes na superfície do Planeta, para limitar a Vida e, especialmente, para limitar a Consciência.

A Árvore é um colector das Energias Solares, é claro, mas também de todas as Energias do Cosmos e, em particular em relação com a LUZ.

A Árvore é um acumulador e um re-distribuidor desta energia.

Como é que ela faz isso? – A Árvore é vertical.

Os galhos se espalham lateralmente em relação ao tronco, seguindo as corrente telúricas existentes no Planeta.

Assim, observando-se o trajeto de uma Árvore e dos seus ramos, vocês têm uma visão geral do que é invisível para os vossos olhos da carne, relativa à circulação das energias horizontais e verticais, dentro do planeta.

A Árvores é um ressonador, ela permite-vos que se alinham com a vossa própria Árvore de Vida, outro nome dado ao canal mediano da coluna vertebral ou Shushumna.

Assim, quando a vossa Consciência se transporta para uma a Árvore e independentemente dos diversos aspectos xamânicos perfeitamente descritos em diversas tradições primordiais da Terra, a Árvore permite-vos realmente re-alinharem-se e a desencadearem os movimentos de energia necessários à vossa elevação de Consciência, mas também da vossa saúde.

Certas Árvores privilegiadas são qualificadas, na vossa Dimensão, de “ Mestres Árvores”, porque elas sintetizam e reúnem o conjunto das informações, existente num dado perímetro, do conjunto das outras Árvores.

Logicamente, elas são por sua vez os Ressonadores e os Acumuladores que vos permitem fazer vibrar as vossas estruturas de Consciência e as vossas estruturas físicas, de acordo com as leis cosmo telúricas não falsificadas pela matriz.

A Árvore é uma “pedra no sapato” daqueles que não aderiram à LUZ, porque ela participa da mesma forma como a vossa Centelha Divina, fechada no vosso corpo de personalidade, mantendo a coesão dos mundos dissociados, muito mais do que aquilo que os “rapazes maliciosos” teriam imaginado.

No entanto, isso é uma realidade.

As diferentes espécies de Árvores mantêm a energia e a Consciência e evitam que elas não se extingam definitivamente.

Por essência a Árvore é uma planta sagrada, e isso também o compreenderam algumas tribos e certos povos chamados primitivos, quer sejam os índios norte-americanos, ou algumas tribos mais antigas existentes na Austrália.

A Árvore apresenta diversas virtudes, tanto através do seu tronco, como pelas suas folhas, ou ainda pela sua radiação, e que permite que todos ou cada um de vocês a nível da vossa Humanidade possa captar, manifestar e beneficiar das qualidades da nova Consciência, irradiada na vossa Humanidade desde à mais de um ano pelo conjunto do Conclave e pela Radiação da FONTE e Radiação do ESPIRITO SANTO e da energia ULTRAVIOLETA, e que tornam mais facilmente acessíveis, muito mais facilitados, quando vocês comungam e comunicam com a Árvore.

A Árvore é também um protetor, é de alguma forma um fusível, e quando as tensões energéticas que vão existir nos tempos surgirem, irão permitir fluidificar em vocês a Circulação da LUZ, nos vossos novos circuitos.

Este processo irá permitir a integração dentro do Corpo da Personalidade, ainda mais partículas do vosso CORPO DE SER, e mais ainda da radiação de natureza Supra-Mental, a fim de lhes permitir Crescer em LUZ e VERDADE.

A Árvore é um instrumento da Verdade e de Justiça, que nisso obstruiu muito “a sombra”, que mesmo a nível das culturas tentaram inverter as polaridades de LUZ e tentaram desenvolver um envenenamento desta Terra e dos seus vegetais, ao limitarem o afluxo de LUZ, tal como o limitaram na vossa Consciência.

Mas esta época está definitivamente terminada.

O ar da Nova Consciência abre-se a vocês e as Árvores são um veículo importante, capazes de acumular a LUZ nelas, mas também de reequilibrar a vossa própria LUZ e a vossa própria Personalidade.

Esse é o papel das Árvores.

Observem as Árvores quanto ao desenvolvimento das suas energias invisíveis, ou através dos galhos e do tronco, que seguem como eu disse , as rotas da energia, invisível aos vossos olhos.

O interesse, é que as correntes telúricas que vocês não percebem, manifestam se em três dimensões, por intermédio das Árvores.

Elas mantêm ainda um impulso dimensional para o CORPO DE SER.

Assim são as Árvores em todas as tradições, em todas as civilizações.

Não foi por acaso que Buda viveu a sua Iluminação debaixo de uma Árvore.

A Árvore é realmente uma acumulador de LUZ, capaz se vocês entrarem em comunicação com ela, e de se compartilharem .

Então, há todas os vegetais superiores, e também é o que foi chamado na Bíblia, de “Sarça ardente”.

A Árvore e os vegetais superiores, são intermediários entre a vossa dimensão e as dimensões superiores.

Então aproveitem-nas.

Se vocês tiverem agora perguntas sobre este processo ligado às Árvores e antes de retornar diretamente na energia e o silêncio das palavras, quero acolhê-los e tentar trazer uma iluminação suplementar.

Bem – Amados, dou-vos a palavra.

*** 1 ª Pergunta: – As Árvores jovens de 20 anos ou 30 anos têm as mesmas virtudes?

R: – É evidente, quanto mais velha for a Árvore, mais madura.

Eu diria mais, pois ela acumulou uma certa quantidade de LUZ.

Hoje, o processo é ligeiramente diferente, pois o conjunto dos vegetais superiores, tanto Árvores como arbustos, são portadores da nova Energia que vos compete capturar.

No entanto, as faculdades de alinhamento relacionadas com a Árvore da Vida e, portanto, ao tronco da Árvore, em sobreposição vibratória com a vossa própria Árvore da Vida, é mesmo assim mais acessível, em uma Árvore já com uma maturidade, uma maturidade diferente é claro, dependendo das espécies.

Tentem escolher um tronco recto, porque o tronco recto ilustrará uma regularidade energética onde a árvore cresce, o que não é o caso dos troncos torcidos e inclinados ou re- inclinados ou inclinados em um nível diferente, reflectindo uma alteração da estrutura magnética a esse nível.

A árvore mostra o que é invisível aos olhos, apercebê-lo.

2 ª Pergunta: Como explicar essas tempestades que ultimamente derrubaram muitas Árvores?

R: – A tempestade é uma manifestação do ar ligada ao Arcanjo MIGUEL, tais como Cometas e o Fogo.

A desconstrução também concerne também algumas Árvores que não eram suficientemente fortes para coletar a nova Energia, a Nova Consciência.

Não existe a esse nível destruição, mas sim uma eliminação natural do que não se conforma com a vontade da LUZ.

3ªPergunta: – Existem Árvores mais potentes ou seguimos a nossa intuição?

R: – Bem-Amados è melhor seguir a sua percepção, porque cada uma é diferente.

Existem, como sabem, o que é chamado de “ Árvores Totem “, que estão ligadas à vossa caracterologia da vossa personalidade, mas também do desenvolvimento da vossa Alma para o Espírito.

Assim, sigam a vossa percepção vibratória.

Alguns irão ser atraídos por faias, outros serão por carvalhos e outros ainda por outras categorias de Árvores.

De uma forma generalista, evitem as Árvores de folha persistente e prefiram Árvores de folha caduca.

Com efeito, as Árvores de folha persistente são muito frequentemente o abrigo de entidades extraviadas, o que não é o caso ao nível das árvores com folha caduca.

4 ª Pergunta: – As árvores têm uma Consciência própria ou trata-se de uma Consciência coletiva?

R: – A Consciência é coletiva para o conjunto das Árvores, mas nessas Consciências coletivas emergem Consciências individual, por vezes, muito mais evoluídas do que a forma que vocês vêm. Estas são precisamente as Árvores Mestres.

5 ª Pergunta: – Disse que era melhor evitar as Árvores de folha persistente, que abrigavam entidades.

R: – São entidades desencarnadas, efectivamente.

6 ª Pergunta: – E as Árvores Mestres que podem ter a folha persistente?

R: – A Árvore é uma LUZ na noite, em todos os casos ao nível da Alma que deixa um corpo no processo natural de morte, existem o que vocês chamariam de estradas ou auto-estradas, em seu mundo denso.

Estas auto-estradas e vias existem também no Astral.

Estas auto-estradas e as vias são caminhos das almas, para chegarem aos locais necessários à reencarnação.

Estas rodovias estão ligadas entre si por Mestres de Árvores de folha persistente.

È nesse sentido que eu vos digo para evitarem essas estradas e essas áreas de intersecção.

Você correm riscos desnecessários ao terem reencontros que não vão na direcção da LUZ obrigatoriamente.

7 ª Pergunta: – A comunidade Arbórea é uma Consciência Unificada com as individualidades que se destacam, como a intra-Terra?

A: – Exactamente.

8 ª Pergunta: – Porque é que os pássaros escolhem tais Árvores para fazerem os seus ninhos?

A: – Os pássaros são sensíveis como você sabem às linhas de força invisíveis aos vossos olhos.

Quer seja para as aves migratórias ou para os simples pássaros que vivem nesses lugares.

Assim, a observação de muitos ninhos numa árvore, é um sinal de que esta árvore está particularmente alinhada, ela própria, nas forças cosmo-telúricas, sem ser necessariamente uma Árvore Mestre.

9ª Pergunta: Porque é que as Árvores de tronco único se separam, em seguida, em troncos diferentes.

R: – Isto significa que na altura da divisão, existia uma anomalia electromagnética que a Árvore ilustra, como eu já o disse, pelo seu próprio desenvolvimento.

Isso não é a mesma coisa que os troncos gémeos.

Isso corresponde a um processo de fusão extremamente particular.

Isso não quer dizer que a energia é mais forte, simplesmente é diferente ao nível da Consciência.

A diferença é a capacidade dessas duas Consciências que fazem parte da Consciência coletiva, estarem em vias de individualização.

10 ª Pergunta: – Poderia especificar mais uma vez o Protocolo da Árvore?

A: – É muito simples. Vocês aproxima-se da Consciência Árvore, pedindo-lhes para estabelecerem uma Comunicação Consciente.

Recordem-se que nesta era em que vocês entram e nos momentos que vocês vivem, a energia segue a intenção e a atenção da Consciência, por isso, dirijam a vossa Consciência para a Árvore.

Guiem as mãos para a Árvore, mas o mais importante é a direcção da vossa Consciência, em relação a Ela.

De seguida, vocês penetram na Árvore, do lado oposto ao que é chamado de Norte.

Vocês aproximam-se até sentirem uma percepção vibratória e de seguida, vocês encostam a vossa coluna (costas) contra a Árvore, nada mais.

11 ª Pergunta: – Quais são as características do Baobab (Baobá)?

A: – Como vocês o sabem, na maior parte da África, as árvores, excepto em alguns lugares muito perto de certos lagos são ,como dizer,  desprovidos de Árvores, mas têm Árvores em quantidade muito mais limitado do que existem na Europa Ocidental em particular.

Assim, os Baobab vão concentrar neles, a Energia de algumas florestas dentro de uma única Árvore.

Eles são de alguma forma Acumuladores.

12 ª Pergunta: – Os objectos de madeira dão os mesmos contactos vibratórios que a Árvore original?

A: – Isso parece muito difícil, porque hoje, como vocês o sabem, as árvores são cortadas, independentemente do ciclo lunar, o que é uma heresia.

A 2ª coisa é que estas árvores são secas e desidratadas e, mortas definitivamente ao nível das suas Consciências, o que não eleva em nada as capacidades isolantes e vibratórias da Árvore, mas contudo a Consciência não está mais aí.

13ª Pergunta: Como saber se a comunicação com a Árvore é real ou mental?

R: Jamais o mental poderá comunicar-se com uma Árvore.

14ª Pergunta: É possível que uma Árvore recusa o contacto, e em caso afirmativo, porquê?

R: – Da mesma forma que vocês recusam o contacto com um outro humano.

Simplesmente não há nenhuma afinidade vibratória.

Não devem nem se ofender, nem a procurar uma explicação.

Basta simplesmente procurar outras.

15 ª Pergunta: Quando se cortam os ramos, isso modifica a rede magnética local?

R: – Não, absolutamente não.

A Árvore está lá para enraizar um certo número de virtudes. O desenvolvimento dos seus ramos, e do seu tronco, seguem as correntes electromagnéticas de superfície.

Mas não é só porque vocês suprimem o marco dentro de um ramo desta influência electromagnética, que vai mudar alguma coisa no solo.

No entanto, reitero que a Árvore tem um enraizamento nos planos multidimensionais, dentro desta realidade, independentemente dos circuitos electromagnéticos .

>

Se o desejarem, então eu irei trabalhar hoje com a minha Radiação e a minha efusão própria, dentro da Radiação Arcangélica: A LUZ BRANCA .

… Efusão de energia…

Bem-Amados filhos da LEI do UNO, vão ser tempos de agora trabalhar na vossa própria UNIDADE.

Quanto a mim, despeço-me até muito em breve. Recebam todo o meu Amor.

 

Compartilhamos estas informações em toda transparência.

Obrigado por fazer do mesmo modo, se deseja divulgá-lo, reproduza a integralidade do texto e cite sua fonte: http://www.autresdimensions.com/.

Tradução para o Português: Sónia Maria

Read Full Post »