Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘galáxias’

OS ANIMAIS TAMBÉM ESTÃO ASCENSIONANDO.


A Terra está fazendo a sua Transição Planetária. Num primeiro momento, muitos de vocês podem acreditar que algo de fora possa intervir e realizar tal processo. Em parte, isso também acontece, pois todo o Universo se move em constante rotação. Assim, toda a Galáxia navega pelo Espaço infinito, carregando junto todos os seus Sistemas Solares e Constelações Estelares. 
A Terra é apenas um grão de areia dentro da Via Láctea, que por sua vez, é também apenas uma, entre os bilhões de Galáxias.

 

nosso Sistema Solar, compreende além do Sol que nos ilumina, mais 12 Planetas. Na Escola aprendemos que são 9: Mercúrio, Vênus, Terra, Marte, Júpiter, Saturno, Urano, Netuno e Plutão (este último estão querendo desqualificar como Planeta). Mas sempre nos esconderam que existem mais 3 Planetas neste Sistema Solar. 
Há controvérsias quanto ao nome deles mas pelas informações que nos são fornecidas pelos Pleiadianos, esses 3 Planetas seriam: Kiron, Maldek (este foi desintegrado mas ainda persiste em forma de Cinturão de Asteroides e o tão comentado Nibiru. Este último, na verdade pertence à dois Sistemas Solares pois também orbita Sírius. Sua órbita elíptica contorna o nosso Sol a cada 3.600 anos.


Toda esta movimentação incrível é gerida pelas Leis Universais da Criação Divina. Cada grupo ou Sistema Solar possui o seu SOL CENTRAL. Esses mesmos grupos formam grupos maiores ou conjuntos de Sistemas Solares com mais um Sol Central. E então temos um número incalculável de Sistemas Solares dentro de uma Galáxia que, por sua vez, também tem o seu Sol Central Galáctico. Sem contar que as Galáxias formam Universos e cada grupo de Universos possuem mais um Sol Central Universal. E por fim, temos o Cosmo infinito que possui o Grande Sol Central Cósmico, que é onde tudo se origina e e se espalha como sementes ao vento.

 
Quanto mais próximo do Centro das Galáxias, mais Luz uma estrela ou um Planeta recebe. Quanto mais afastado ou seja, mais na periferia, menos iluminação pois são as bordas das Galáxias. A Terra e o nosso Sistema Solar sempre esteve num braço externo da Via Láctea. Por isso, em termos de Luz, estivemos deficientes. 
Mas agora, dentro da movimentação natural dos mundos, desde 2012, adentramos um quadrante muito mais iluminado, ou seja, entramos no Cinturão de Fótons que é um feixe de Luz originário do Sol Central Galáctico. Esta faixa vai limpar  toda a sombra que sempre existiu por aqui. Na forma de varredura, removerá toda a anomalia de Plasma negativo e facilitará a ascensão Planetária, que é aquilo que chamamos de Transição Planetária.

Nada mais será como antes, pois as energias não serão mais as mesmas. Não apenas a humanidade como Espíritos em forma de consciência e aprendizado dentro da escuridão que dominava a Terra, mas todos os reinos farão um “upgrade” energético. Essa é a parte externa que vai nos influenciar dentro da Ascensão.


Sem a densidade da Terceira Dimensão, os humanos, os animais e os vegetais irão mudar a sua constituição energética e orgânica. Tais mudanças já podem ser percebidas, basta um olhar mais atento e interessado. Isso é óbvio pois se tudo é energia, mudando essa energia, tudo muda. 
Em relação aos animais, há muito ainda para se entender. Como tudo o que há na Terra, eles também são consciências em evolução. Com a intensificação da Luz, na mesma proporção dos humanos, subirão os degraus de acordo com o patamar em que se encontram.

 
Algumas espécies não retornarão mais na forma de antes. Algumas raças evoluirão para raças mais avançadas. E isso será o fator que desencadeará a extinção de muitas espécies e o surgimento de outras. 
Assim como os humanos, muitas consciências em forma de animais, deixarão este Planeta e irão se materializar em outros, pois a sua função ou a nova energia não é mais necessária por aqui.


Um dos exemplos de evolução é bem visível, ao percebermos como os animais estão cada vez mais interagindo com os humanos. Principalmente certas raças de cães, que já entendem até o vocabulário dos humanos.
Dentro dos grupos que deixarão a Terra, teremos os cetáceos. Os cetáceos são seres muito evoluídos originários de Sírius B, que corporificaram aqui em forma de animais aquáticos para ancorar as energias através de muitos Portais que ligam a Terra com Sírius A. Sem essa energia canalizada,   a evolução dos humanos seria muito mais difícil. 


Nos últimos anos temos visto mensagens galácticas dizendo: “Cetáceos em Upload”. Significa dizer que eles estão partindo. E as provas são vistas em toda parte. Centenas de baleias e golfinhos aparecem mortos aqui e ali a cada pouco tempo. Estão se despedindo da Terra. Muitos corporificarão aqui ou em outro lugar como humanoide já que são consciências evoluídas. Outros podem ter destino diverso de acordo com os projetos de cada consciência. 


Para finalizar, aos que estão despertos ou despertando, os animais embora serviram inclusive de alimento para a sobrevivência dos humanos, sempre estiveram aqui com outra finalidade. Além de servir de companhia, de oferecer alegria e amenizar a solidão do homem, eles são também a mesma consciência, embora em diferentes estágios de evolução. SOMOS TODOS UM! São nossos irmãos menores que tanto contribuem para que aprendamos o amor incondicional. São Francisco de Assis nos deu mostras disso há quase mil anos. Quem não aprendeu a amar com os animais, terá dificuldades de aprender com os humanos. Aquele que não conseguir amar o seu irmão menor, certamente não amará o seu irmão maior. A Luz é propícia para que o façamos agora!

Eu sou Vital Frosi e minha missão é o esclarecimento!

Namastê!

Read Full Post »

AS NOVAS ENERGIAS ESPIRITUAIS DA TERRA NA AMÉRICA LATINA
Drunvalo Melchizedek

14 de junho de 2017 


america-do-sul

 

Durante muito tempo a Luz do Mundo tem estado situada no Tibete, na China e na Índia. Agora tem-se movido para a América do Sul, que será o novo Tibete do planeta. Segundo o que dizem alguns videntes e canalizadores, essa Luz encontra-se entre o Norte do Chile e a “Gran Sabana” (uma região no sudeste da Venezuela) e abrange uma grande área da América do Sul.

Todos os povos indígenas do planeta estamos de acordo em que entrámos num tempo especial e único na História da Terra. Esta é uma época de transição de uma forma de ser para outra completamente diferente. Ainda não a podemos ver, mas podemos mencioná-la, SENTI-LA, ver que existem muitas mudanças a ocorrer ao nosso redor; mas o tipo de mudança que está para chegar vai ser realmente surpreendente para todos, porque é de uma natureza diferente àquela que estamos a seguir.

É uma espécie de dissolução, de maneira um tanto desconcertante, das velhas formas, daquelas com que estamos familiarizados, para dar lugar a outras mais agradáveis, porque são amorosas, amáveis e fáceis. Para dizê-lo mais facilmente: são o tipo de forma que as mães usam para tratar os seus filhos. E as velhas ideias que temos mantido, como por exemplo, que no Universo andam em luta uns com os outros, vão ser ofuscadas pela verdade de que o Universo é um ser vivo, consciente e muito, muito antigo que sempre se ocupa de si próprio de outros modos que não sejam lutando.

Por isso, as ideias como a da guerra das Galáxias, são apenas a expressão de um medo mental dos seres humanos. A verdade é que o Universo faz tudo o que pode para ajudar. Estamos a entrar numa época em que tudo isso será evidenciado. Onde pareça não haver esperança, vai aparecer a ajuda e onde pareça não haver saída, esta aparecerá. Veremos a luz através da escuridão. Este em que estamos a entrar é um tempo de grande esperança.

Quando os “Maias” falavam deste tempo, chamavam-no “O Fim dos Tempos”, porque é o fim de um ciclo muito longo de tempo e o começo de um outro. Não significa que tudo chega ao fim, é apenas o fim de um ciclo e o começo de outro. Mas devemos ter em conta a que parte do ciclo é que os Maias se estavam a referir; se era ao velho ciclo, a que estamos habituados, com os seus sistemas bancários, as suas religiões, governos e todo esse tipo de coisas, podemos esperar uma instabilidade muito forte, incluindo o seu derrube total e a sua dissolução.

Mas a melhor parte é que teremos uma forma de vida completamente nova para o substituir: uma que nunca vimos antes na Terra, nem na vida de ninguém durante milénios e onde não existe o medo.

Estamos a aproximarmo-nos do fim da polaridade e da dualidade com as consequentes ideias de Bem e Mal; de toda essa estrutura do significado de Bem e Mal, que é muito complexo.

Se analisarem bem a ideia do Bem e do Mal ou do Bom e do Mau, independentemente das polaridades em que se coloquem, verão que também existe uma terceira. Temos quente e frio, e então aparece o tépido; acima e abaixo, tem o meio; entre o Sol e a Terra está a Lua; mulher e homem dão origem à criança. O nosso tempo é passado, presente e futuro; o espaço é nos eixos X, Y, Z. tudo está relacionado com a forma como interpretamos a realidade: como Una. E essa realidade Una, não irá mudar. Mas a nossa consciência sim. E quando isso suceder vamos deixá-la cair e deixar de vê-la para ver a Unidade de toda a vida.

Nesta perspectiva, quando a percepção muda, tudo muda. A nossa sensação de falta, necessidade ou impossibilidade, ou o que temos de CURAR, tudo isso irá desaparecer, terminar. É então que iremos perceber que o Universo é um ser vivo e que só existe um Espírito a se movimentar através do Todo, assim como uma só consciência.

A Terra assume uma nova forma de perceber a vida e nós experimentamos o mesmo, na nossa vida atual.

A sensação é a de que o mundo está louco, que tudo está cada vez pior. As guerras continuam e as pessoas também continuam a matar-se umas às outras; os sistemas financeiros estão a ponto de colapsar completamente e tudo por esse andar…

Mas não é isso o que os anciãos estão a dizer. Apesar de ser uma frase muito velha, o que dizem é: “finalmente conseguimos entrar nesta etapa e estamos quase a ver algo completamente novo”.

Esta é uma condição de SER. É uma vibração. Não tem nada a ver com uma missão, não é algo que tenha de ser feito. Trata-se de uma transformação.

A ideia de fazer, esse: “tenho que fazer isto ou aquilo, ou conseguir algo”, faz parte da consciência de polaridade. Em breve estaremos num estado no qual, realmente, já entrámos; e é um bebé que está a crescer.

A simples ideia de fazer alguma coisa, para conseguir o que necessitamos, porque sentimos que nos faz falta, será obsoleta. Essa forma de pensar não ressoará mais conosco, porque teremos a capacidade de conseguir qualquer coisa, instantaneamente, em qualquer lugar da existência. Em breve possuiremos o controle do Sonho do Coração, o lugar de origem da Criação.

Quando regressarmos novamente ao estado do Coração Vivo e começarmos a sonhar do mesmo modo em que o fazíamos há milhões de anos, dar-nos-emos conta de que podemos mudar qualquer coisa.

Quando isso sucede, ao princípio é maravilhoso. E podemos dizê-lo porque já o presenciámos noutros planetas e noutros tempos. Normalmente as pessoas ficam muito entusiasmadas, porque a verdade é que tudo começa a ser corrigido, os corpos a ser curados, a ficar mais bonitos, porque podem mudar tudo e o corpo é apenas uma imagem. Tudo fica mais saudável, obtêm todo o dinheiro e aquilo que pensam que necessitam, para imediatamente perceber que existe muito mais do que isso e deixar tudo atrás. Porque neste ponto entendemos que existe muito mais do que isso.

E é aqui que começa o novo ciclo.

É uma nova etapa e um novo caminho. Nós já estamos no passado desta viagem que já ocorreu.

O que a Vida está prestes a fazer é algo que nunca fez antes, nunca. Esta é a primeira vez, desde a Criação de tudo, que Deus decidiu ACELERAR as coisas. Então estes níveis diferentes que normalmente tardam milhões de anos, serão ultrapassados em minutos. Estamos a caminhar à velocidade da Luz, nesta evolução e através de muitos níveis que habitualmente demoram milhares de milhões de anos. Por isso, desta vez vamos alcançá-la muito rapidamente.

Desde o nosso ponto de vista, resultado da experiencia, cremos que o que normalmente tardaria uns 10 a 15 mil milhões de anos para se consumar, realizar-se-á em dois anos terrestres e tudo o que sucede é entre a Fonte, o Criador, Deus Pai/Mãe. E nesse momento também perceberemos que somos Deus.

O que a Terra está prestes a mostrar-nos é a capacidade de CRIAR, que é um direito nosso de nascimento. A vida no planeta não é um processo de aprendizagem, mas sim um processo de recordar. Lentamente, todos nós iremos recordar de que se trata tudo isto. Veremos como o mundo começa a mudar de forma, mas não recordaremos o modo antigo, exceto se este, formar parte da criação e gradualmente entraremos noutra forma.

Sabemos que qualquer que seja a forma que criemos, esta será uma boa forma, porque o coração nunca fará nada para desfavorecer o que quer que seja.

Ele sabe que toda a vida é Una. Não sabe de polaridades, nunca pensa que eu ou tu estás fora. Sempre procura uma imagem que seja boa para toda a vida em todos os lados. Este processo não inclui o medo, de nenhum modo. É aquele que os bebés e as crianças usam e são os chamados poderes, segundo a perspectiva Indiana.

A dualidade está prestes a se dissolver e não teremos mais acesso a ela. E isto é assim porque para que a polaridade possa existir, também tem de haver uma Rede Electromagnética ao redor da Terra a qual, agora está em vias de ser retirada do planeta. O único acesso que teremos será através das formas antigas como a UNIDADE, que é aquela que os povos indígenas apoiam, ou a nova forma que sustenta um Campo de Unidade mais elevado. Então estaremos num desses dois; aqui não haverá um no meio. Por tanto, quando essa Rede for descartada, o que sucederá em breve, o mundo movimentar-se-á para a frente, para uma forma linda e positiva.

Os meus Mestres em todo o mundo, os povos indígenas com os quais trabalho, estão todos de acordo neste momento. Todos dizem: “di-lo, porque isso é o que vai suceder”.

Na verdade Gaia pode fazer qualquer coisa. Vai fazer mudanças. E o que os povos indígenas sentem é que muitas pessoas irão deixar a Terra. Isto não é nada mau, é apenas que os espíritos se irão movimentar dentro de uma área de espaço-tempo e dimensão que lhes é familiar, para realizar o regresso a Casa. Os que ficarem, que realmente não será uma grande quantidade, (muitas centenas de milhões) interligar-se-ão com os seus corações e transformar-se-ão num único ser vivo.

Sei que muitas pessoas estão preocupadas por estas mudanças rápidas. Preocupam-se pela comida, a água, ou porque podem morrer em desastres etc., mas, não é isso o que está a ocorrer. O que está sucedendo é uma transformação na consciência a nível planetário; está a acontecer em todo o Universo, não apenas aqui na Terra. Todo o Universo está a atravessar uma grande transformação.

Se o entendessem de verdade, saberiam que não há nada a temer; vamos alcançar um nível de mudanças que irão ocorrer muito rapidamente. A MAGIA irá preencher a atmosfera.

Se a Mãe Terra não vos quiser deixar ir e quiser que formem parte da nova Casa, não poderão fazer nada para ir embora, independentemente do que tentem, porque ela se irá assegurar de que não vos suceda nenhum mal. Mas se tiverem que ir – porque assim o decidiram – então ir-se-ão. Qualquer das duas opções é uma bênção.

Deus vive dentro de cada um e não podem magoá-Lo. Apenas estamos a entrar numa forma de ser que é completamente alheia à nossa forma de pensar. Temos estado na consciência da polaridade desde há 13.000 anos

Nesta consciência, cada quem está por conta própria, tem de se proteger, que fazer tudo; o processo atual não é sobre nada disso. Trata-se de uma TRANSFORMAÇÃO. Quando entrarmos nela e o nosso processo de RECORDAR começar a funcionar, diremos: “Ah, agora sim, recordo tudo, tudo está claro”.

Temos que entender que toda a vida é UNA. Está completamente interligada e sustenta-se a si própria. Tudo dentro da Galáxia é como um ser vivo: há áreas que são o coração, o fígado, os rins e realizam as suas funções; nós fazemos estas coisas por vós; é uma corrente de energia e não há ninguém aí a tratar de matar-se mutuamente. Há pequenos seres que estão a atravessar transformações que ainda não entendem, mas o 99% desses seres estão aí para se apoiarem uns aos outros.

Neste momento estamos rodeados por umas 250.000 culturas do espaço, que nos amam, que nos desejam o melhor, que se importam conosco. Vê-los-emos no momento certo e saberemos que o mundo não está aí para nos capturar. Não é nada disso. Entenderemos que a vida é muito mais do que jamais imaginámos e será uma revelação assombrosa, porque o mundo, agora, está tão submergido no medo, com tanto receio e tão perdido que não sabe como fazer as coisas. Tudo está descontrolado, em todos os lados.

Só têm que respirar, manter-se interligados à Mãe terra e ao Pai Céu e não se preocuparem com nada mais, independentemente do que pareça. Tudo passará e a Luz começará a entrar.

A vida é completa e perfeita, não lhe falta nada e sempre assim foi. Nós é que escolhemos experimentá-la de diferentes formas. Fazemo-lo num nível particular de consciência chamado Bem e Mal, o que inclui todas as possibilidades boas ou más. Experimentamo-lo e pronto.

Agora estamos a regressar a algo que já foi experimentado. Somos essa experiência que temos estado a realizar durante os últimos 13.000 anos, talvez um pouco mais, para ser mais exatos, uns 2.000 anos mais. Como encaixa tudo isso na equação maior da consciência?

Não estou seguro. Mas era uma das possibilidades e conseguimo-la, agora estamos no final. Assim, pois, relaxem.

Todos os que estão na Terra vieram de outro lado. A Terra é um planeta novo que está no limiar da galáxia. Tem estado ali durante 5 mil milhões de anos e o Universo tem pelo menos 16 mil milhões. Isto é apenas o que podemos comprovar, mas até pode ser mais velho.

Contudo, o nosso espírito é infinitamente mais velho: não existe tempo em que não tenhamos existido, como nunca haverá tempo no qual não existiremos. O que significa que todos viemos de algum lado. Muitos Pleiadianos estão aqui há muito tempo. Também se encontram aqui seres de Aldebaran e de muitos outros planetas. O que irão fazer, exatamente, estas raças distintas, isso eu não sei.

Sei perfeitamente o que irão fazer os Sirianos: eles serão os primeiros a dar-se a conhecer, através destes grupos de anciãos indígenas, porque somos os seus descendentes. Eles são os nossos pais e assim o decidiram.

Mas depois disso, o que os Maias dizem deste momento é que todo o Universo irá abrir-se para nós. Poderemos ir a qualquer lado e estar onde queiramos.

E sim, eu compreendo-vos. Este é um tempo um tanto estranho, porque temos estado tão limitados, numa longa quarentena na Terra; encerrados no quarto. Alguém, fechou-nos a porta com chave, há muito tempo. E estamos procurando vida, tratando de provar que existe algo. Mas essa vida virá, já está aqui.

As 250.000 culturas que mencionei são as que vieram usando as suas naves. Isso significa que é a forma de vida menos elevada no Universo, que veio para aqui. Não podeis ver o Arcanjo Miguel viajando numa nave espacial. Não a necessita. Pode estar em qualquer parte onde queira estar. Os níveis mais elevados de consciência podem estar, simplesmente, onde querem.

Obrigado!

Espero que as pessoas que leiam este texto se entusiasmem com a vida, porque algo realmente belo está prestes a acontecer.

Drunvalo Melchizedek

 

andes3

Cordilheira dos Andes

Read Full Post »