Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘luz vibral’

Arcanjo Anael fala sobre Ascensão – do site AutresDimensions

 

Eu sou ANAEL Arcanjo.

Bem amados Filhos da Luz e bem amadas Sementes de Estrelas, que a Comunhão, a Graça, o Amor, a Verdade e a Unidade estejam em vocês e em nós.

Eu não tenho comunicação específica a estabelecer, em nome do Conclave, hoje.

Eu tenho, entretanto, enquanto primeiro interveniente, que especificar diferentes objetivos referentes a diferentes Consciências que irão intervir depois de mim.

 No que concerne ao Melquizedeque do Ar, SRI AUROBINDO, ele virá entregar-lhes elementos importantes referentes à evolução da personalidade em meio ao Supramental, tal como se revela, hoje, e tal como deve conduzir esta personalidade (que é sua, aqui, encarnado) a se modificar.

Não através da aplicação de regras, mas, sobretudo, através da observação das modificações da personalidade sob a ação do Supramental.

No que se refere à intervenção das Estrelas, NO EYES irá especificar para vocês o que é a Visão do Coração e como transformar a visão dos planos intermediários (denominados astrais) a fim de permitir penetrar mais adiante no Estado de Ser, na Visão do Coração, e no que concerne, justamente, ao acesso à Unidade.

MARIA, em seguida, virá pedir-lhes para se prepararem para o encontro Vibratório mais importante, com relação ao conjunto das Consciências implicadas, na Terra como no Céu, na transformação da humanidade, que está em via de finalização.

E como Arcanjo, eu venho, hoje, enquanto Ser e Consciência que vem responder às suas perguntas e interrogações, referentes, não aos seus caminhos pessoais, mas, bem mais, ao caminho da humanidade atual.

E assim, então, instaurar, com vocês, além do meu papel de Arcanjo do relacionamento, um espaço de Comunhão, de Coração a Coração, através das respostas que eu trarei às suas perguntas.

Dessa maneira, eu estou, então, à sua disposição, pela Vibração, pelas palavras e pela minha própria Presença, para tentar avançar, com vocês, no que nos aproxima, agora, cada vez mais.

Bem amadas Sementes de Estrelas, eu os escuto.

***

Pergunta: no processo que chega, nós iremos, realmente, perder o corpo físico?

 Bem amado, o que você denomina perder?

Através, mesmo, do intitulado da sua pergunta, você considera que deixar esse corpo é uma perda.

Não há qualquer perda.

A Consciência é Una, qualquer que seja a presença ou o desaparecimento desse corpo.

A Unidade é um estado que transcende a apropriação de um corpo, a identificação a um corpo (qualquer que seja, que isso seja este, ou ainda a apropriação em um único corpo, pertencente a uma vida passada) porque vocês são bem além, em Consciência, além desse corpo.

Enquanto vocês considerarem que há algo a perder, vocês não irão encontrar a Unidade.

Isso não faz ignorar o corpo, nem rejeitá-lo, mas, bem mais, transformá-lo, a fim de que este se torne, por síntese, o corpo de Estado de Ser.

O desdobramento da Luz, como a ativação das diversas Portas, presentes nesse corpo, são, justamente, os meios que lhes foram oferecidos para sintetizar de novo, de algum modo, mesmo se a palavra não é adaptada, o corpo de Estado de Ser (ndr: ver a coluna “protocolos a praticar”) (*).

Deste modo, a Consciência vivendo a Unidade não tem o que fazer desse corpo, porque esse corpo é um Templo no qual se realiza a ‘alquimia’, mas ele é apenas um despojo quando o corpo e a Consciência tornarem-se unificados.

Assim, então, não há paradoxo, há simplesmente que verificar, por vocês mesmos, que o trabalho apenas pode realizar-se, para vocês que estão encarnados, nesse corpo, que é um Templo e um receptáculo.

Mas, a um dado momento (ilustrando, assim, o que lhes disse o Comandante) (ndr: O.M. AÏVANHOV), tornar-se uma borboleta necessita a abertura da lagarta, a rachadura do envelope do Coração e a passagem em meio à Nova Consciência.

Enquanto existe um apego, enquanto existe um medo, com relação a esse corpo, este não pode se transformar.

Não há, então, perda do corpo, no sentido em que vocês podem entendê-lo, com a visão limitada da personalidade.

Há Transfiguração e Ressurreição.

Isso não é, realmente, a mesma coisa.

***

Pergunta: a Ascensão, concretamente, é uma saída consciente do corpo?

 Bem amada, há tantas Ascensões quanto seres humanos.

O mecanismo individual da Ascensão faz de vocês um ser profundamente diferente, cuja Consciência não está mais limitada e cujo corpo não está mais limitado.

O que corresponde a uma transformação total, porque, eu os lembro, vocês estão nesse corpo, prisioneiros, limitados, pelo nascimento e pela morte.

Nos mundos Unificados, não existe morte.

Esse corpo, por Essência, é o Templo, mas há a particularidade, também, de ser perecível, e isso vocês sabem, mesmo se o ego e a personalidade recusam encarar o fato de que esse corpo é perecível, de uma maneira ou de outra.

Isso participa das leis do confinamento e das leis do isolamento deste mundo.

Reencontrar a Unidade apenas pode ocorrer quando há uma desidentificação total em relação a esse corpo.

Vários místicos, em todas as tradições, exprimiram-lhes isso, certamente muito melhor do que eu, através de suas experiências, que eles vivenciaram em diferentes épocas da história da humanidade.

Agora, o que é o real e o que é o concreto?

Enquanto você considera que o real e o concreto referem-se a esta Dimensão, não pode ali haver acesso à Unidade.

Crer que o mundo melhor corresponde, simplesmente, neste mundo, a mudança de regras, substituir alguns seres por outros seres, apoiando o destino da humanidade, é estritamente contrário ao princípio da Unidade.

Não pode ali haver Unidade enquanto há a aplicação de certos princípios existentes neste mundo, e resultantes do princípio de falsificação.

Enquanto existe uma estrutura, um ser, evoluindo pelo poder sobre esta consciência, não há Unidade.

Obviamente, a personalidade vai debater sem fim nesta noção de medo, nesta noção dever soltar alguma coisa ou abandonar alguma coisa.

Há diferentes modos de apreender o mecanismo, mas há apenas um modo de compreendê-lo, que é vivê-lo.

Dessa maneira, enquanto existe uma projeção através dos diferentes mecanismos de Ascensão que lhes foram detalhados desde pouco tempo, vocês não vivem a Ascensão, mas vocês vivem a projeção do seu próprio mental através das interrogações ligadas aos medos subjacentes, quaisquer que sejam esses medos.

O princípio da Unidade é a transcendência do conjunto dos medos, a liberação de todos os apegos, e a transformação de tudo o que está ligado ao confinamento.

Quando a Consciência vive a Unidade, na realidade e na Verdade, não no plano concreto da realidade deste mundo, mas no plano real, além da ilusão deste mundo, não pode se colocar qualquer questão quanto ao futuro desse corpo, porque, naquele momento, a Consciência compreende e vive que ela não é esse corpo.

*

 Enquanto há um medo e uma ressonância, presentes na estrutura física ou na estrutura emocional ou mental, não pode ali haver acesso completo à Unidade.

Nenhuma lógica, e isso lhes foi explicado ontem, pode explicar, racionalmente, o que acontece, no momento da Ascensão.

Apenas a Vibração, e certo número de marcadores correspondentes ao acesso à Unidade (que lhes serão explicados por SRI AUROBINDO) (ndr: intervenção nesse mesmo dia) (**), correspondem à realidade da vivência.

A Ascensão não é um mecanismo mental.

A Unidade não é a adesão a um dogma, não é uma crença.

Enquanto vocês estão na crença, há projeção e não há Unidade.

A única maneira de viver o mecanismo é parar seu tempo pessoal, bem além da simples meditação, alinhar-se na Vibração, viver a Comunhão e a Graça.

Naquele momento, vocês irão viver a Verdade.

Enquanto vocês estão confinados por seus medos, ou pelas projeções, quaisquer que sejam, não pode ali haver Liberação.

O conjunto dos mecanismos Vibratórios que se verte sobre esta Terra, através da Luz dita Unitária ou Vibral, desde 1984, permitiu desenvolver e elaborar certo número de processos, visando amortecer o que SRI AUROBINDO chamou de ‘choque da humanidade’, há apenas um ano, permitindo-lhes viver, desde o instante em que vocês se abandonam à Luz, desde o instante em que vocês renunciam a toda ação da personalidade, o efeito transformador da Luz.

Mas enquanto vocês insistirem em querer aprisionar a Luz, vocês não podem ser Transparentes e vocês não podem viver a Luz, na totalidade.

As experiências de Alinhamento que vocês vivem (que isso seja às 19 horas [hora francesa] ou no momento que vocês o decidem), as experiências de Vibrações, de Comunhão e de Graça, que vocês podem apreender em não importa qual momento, são o reflexo direto e real, a saber, da Inteligência da Luz.

*

 Agora, retenham, também, que lhes será feito muito exatamente segundo sua própria Vibração.

Se existe um medo de perder o que quer que seja, então, vocês serão, não confrontados a este medo, em última análise, mas no momento coletivo da humanidade, vocês serão simplesmente conduzidos aí onde vocês levam sua Vibração.

Nenhum artifício mental, nenhuma imaginação, nenhum medo poderá, de modo algum, alterar o que vocês são.

Mas o que vocês são é função, não de suas crenças, mas da expansão, mais ou menos intensa, da sua Consciência.

Vocês estão na consciência limitada, fragmentada, ou vocês penetram os espaços da Consciência Unificada, aí onde tudo é Alegria, aí onde tudo é Luz, aí onde não existe qualquer medo, nem qualquer projeção em um futuro qualquer?

Eu especifico que, durante este período, a intensidade dos seus questionamentos, Interiores e exteriores, apenas corresponde, de fato, olhar-se, face a face, permitindo-lhes, se tal é o desejo da sua Consciência, mesmo fragmentada, passar a Porta Estreita ou não.

Não haverá qualquer julgamento, nem de vocês mesmos, nem de qualquer autoridade exterior.

O princípio da Luz é respeitar a Graça e a Liberdade.

Cabe a vocês decidir, não mentalmente, mas pela Vibração, se vocês desejam colocar-se segundo o princípio da Ação de Graça, ou segundo o princípio da Ação / Reação.

Lembrem-se do que lhes dizia CRISTO: “aqueles que desejarem salvar sua vida, irão perdê-la”.

Os Quatro Pilares do Coração são os próprios fundamentos da aceitação e da vivência da Unidade.

Não há outro elemento que possa intervir.

***

Pergunta: os corpos estando conectados à Terra, eles irão ascensionar ao mesmo tempo que a Terra?

 Bem amado, eu apenas posso responder o que eu já respondi.

Existem tantas Ascensões quanto seres humanos.

Desde uma semana, uma das Estrelas lhes comunicou os diferentes modos possíveis da Ascensão.

Cada ser humano, que ele queira ou não, será respeitado em sua liberdade Vibratória.

Agora, alguns irão ascensionar com esse corpo, outro sem esse corpo.

É a Consciência (liberada desse corpo, enquanto estando nesse corpo) que irá decidir, não é o mental, nem as projeções, nem os desejos.

Assim, vocês não se preocupem com os mecanismos da sua própria Ascensão, mas vivam, desde agora, o que lhes é oferecido, através da Merkabah Interdimensional coletiva, como da Merkabah Interdimensional da Terra.

Dando-lhes a viver, em seus espaços Interiores (de Alinhamento, de Vibrações, de meditações), estados Vibratórios particulares, conduzindo-os à Unidade.

Se tanto é que vocês se Abandonam, nesses momentos, à Luz, que vocês não buscam assumir o controle da Luz, nem deixam atuar a personalidade, nesses momentos de Alinhamento.

Porque não existe melhor preparação do que esses momentos.

Não existe melhor preparação Vibratória do que os momentos de Comunhão ou de Graça, tal como lhes foram comunicados, para realizar, em vocês, entre vocês, entre as Dimensões, entre os seres e as Consciências povoando as outras Dimensões.

A instauração e a instalação do Canal Mariano são, muito exatamente, o que lhes permitem encontrar o fio condutor da Vibração, ligando-os à Unidade.

O desdobramento das Portas Vibrais, ao nível desse corpo, são os pontos de ancoragem da Luz.

Bem além do Canal do Éter, bem além das Coroas Radiantes, da Lareira do Sacro, permitindo à Luz penetrar e fusionar, diretamente, o conjunto das suas células desse corpo, mas, também, sua Consciência.

***

Pergunta: se algumas lagartas se transformam em borboletas, aquelas que não se tornarem borboletas iriam continuar a viver nesta Dimensão?

 Nesta Dimensão não quer dizer neste mundo, já que este mundo onde vocês estão ascensiona, definitivamente.

A Terra, chamada de 3ª Dimensão, não existirá mais.

Será necessário, então, para essas Consciências que fizeram a escolha de permanecer nesse corpo de carbono, experimentar a Liberação, face a face, e a Vibração com a Luz Unitária, a fim de se reconectar à Luz.

Cada Consciência (e não cada personalidade) é totalmente livre para estabelecer-se na Dimensão que é a sua, ou em sua origem estelar, ou em sua origem Dimensional.

Mas pode também decidir, com toda Liberdade, continuar a experiência, não da separação, mas do que foi denominada, então, 3ª Dimensão, mas Unificada.

Naquele momento, a Consciência será limitada, mas não estará mais confinada.

Ela será tributária de um corpo, e irá decidir, no momento que lhe for próprio, libertar-se desta noção de densidade, chamada de 3ª Dimensão.

A Multidimensionalidade exprime-se a partir do momento em que a Consciência não é mais tributária, nem de um corpo, nem de um tempo, nem de um espaço.

Mas isso, seu mental, seu cérebro, não pode compreender, porque ele tem o hábito de funcionar em meio a uma localização, em um corpo e em um espaço determinados.

Como isso foi dito: vocês estão geolocalizados no tempo e no espaço.

Nos Universos Unificados e nos estados Multidimensionais do ser, não existe qualquer localização, tal como vocês podem concebê-la e vivê-la neste mundo.

Da mesma forma que vocês podem decidir ir a tal lugar, para viver tal coisa, sobre este mundo, aí onde vocês estão atualmente: vocês decidem o local aonde vocês vão no que vocês chamam de férias, vocês decidem (se as condições da Ação / Reação lhes permitem) estabelecer-se em tal lugar.

Tudo isso será profundamente diferente, a partir do momento em que o lugar onde vocês irão querer se estabelecer não existir mais, muito simplesmente.

Então, o que será de vocês?

A irrupção do Supramental, a densificação do Supramental, neste mundo (que vocês vivem, de maneira individual, e cujas etapas anteriores foram, como lhes disse o Arcanjo MIGUEL, a Desconstrução e, depois, a transformação final que vocês estão prestes a viver), faz com que chegará um momento em que tudo irá desaparecer.

Tudo o que é ilusão desaparecerá, completamente.

Se vocês quiserem manter certa forma de geolocalização, através de uma estrutura de carbono denominada Unificada, será preciso, efetivamente, naquele momento (seja com esse corpo ou sem esse corpo), estabelecer-se no que é chamado de 3ª Dimensão Unificada.

Isso não poderá acontecer em um lugar, Vibratoriamente, que não existirá mais.

***

Pergunta: o que aconteceu no dia 10 de novembro, entre MIGUEL e URIEL?

 Bem amada, a nova Tri-Unidade, durante essa passagem, foi constituída pela Vibração e pela Consciência de MIGUEL, de CRISTO, ou, então, de CRISTO / MIGUEL e de MARIA.

Isso foi denominado Nova Eucaristia ou Nova Aliança, permitindo realizar a Tri-Unidade, então, sua própria Unidade de Consciência, em meio à nova Dimensão.

 O que aparece é o papel da Transparência, ligado, como vocês sabem, ao Anjo METATRON, que lhes entregou as Chaves Metatrônicas da Liberação e da Liberdade.

No que concerne a URIEL, Anjo da Presença e da Reversão, ele permite a Última Passagem e o Último Salto que possibilita a Reversão e a Passagem, da personalidade egotista, ao Coração.

Não em um conceito, não em uma ideia, não em uma emoção, mas na Verdade do que é para viver.

A passagem da Tocha é, então, uma passagem Vibratória, permitindo alinhar-se na nova gama de frequências, a título individual, e preparando, assim, deste modo, a passagem para o coletivo.

Pelo seu trabalho (como isso foi dito, em várias ocasiões) de ancoragem e de semeação da Luz, vocês realizam o assentamento da Nova Jerusalém, nesta Terra, permitindo à Consciência passar (sem desgastes, sem medo, e em total Liberdade) em meio aos Mundos Unificados.

Eu os lembro, para ilustrar isso, de que o conjunto dos seres humanos que vivenciaram uma experiência às portas da morte, ou que vivenciaram um acesso ao Estado de Ser, disse-lhes, muito exatamente, para a maioria deles, a mesma coisa: o inferno é aqui.

Em outros lugares há a Liberdade.

Em outros lugares há o Amor.

O amor tal como vocês o vivem, sobre este mundo, não é o Amor.

Ele é apenas o confinamento, em um relacionamento, em um afeto, em uma necessidade de ‘vontade de bem’, mas ele não é a Liberdade e, ainda menos, a Liberação.

O Amor é uma Vibração, traduzindo-se pelo que nós chamamos de Fogo do Coração, que é o Fogo do Espírito e que torna Livre e que os liberta de todo confinamento.

*

 Agora, a Luz jamais irá obrigá-los a juntar-se à Luz.

Mas vocês não podem pretender ser a Luz e manter qualquer ilusão.

Isso era ainda possível no período das Núpcias Celestes e até ainda a pouco tempo.

Quanto mais os dias transcorrerem, mais sua Consciência individual vai dar-se conta, através de suas próprias experiências, de que se aproxima um momento chamado de dissolução ou de estase [catalepsia].

Há momentos em que vocês penetram as esferas do Estado de Ser, pela Vibração e pela Consciência.

Naquele momento, vocês não estão mais neste mundo.

Isso é uma ilusão?

Isso é uma Verdade?

Tudo depende do seu ‘ponto de vista’.

E são vocês que irão decidir, em sua alma e consciência, podemos dizer, estabelecer-se em tal gama de frequências, ou em tal outra gama de frequências.

Ninguém virá ajudá-los a passar a Porta.

Ninguém pode substituir o que vocês são, para viver a Unidade.

A Última Passagem, que está em curso de realização, corresponde à passagem da Porta Estreita, mas antes de passar esta Porta Estreita, é preciso Liberar-se, por completo, Interiormente e em consciência, de tudo o que é obstáculo para a leveza, de tudo o que é obstáculo para a Unidade.

Mais uma vez, a Unidade não é um conceito, ela é um estado de Consciência, mas este estado de Consciência irá se tornar cada vez mais incompatível com a consciência fragmentada da personalidade.

 É isso que vários de vocês farão a experiência.

Agora, se vocês não fizerem a experiência, e bem, não se coloquem questões, contentem-se em prosseguir em sua vida e em viver o que vocês têm a viver.

O momento final, coletivo, da humanidade irá permitir-lhes reencontrar a Luz e se estabelecer, naquele momento, na Vibração na qual vocês estão.

Não há, então, qualquer medo a manifestar.

Há, apenas, uma preparação a realizar e esta preparação é Vibratória.

Ela não se refere mais, agora, às circunstâncias de vida (o fato de afastá-los de tal ou tal região, de juntá-los com tal ou tal pessoa) porque a Inteligência da Luz está, na totalidade, trabalhando, que vocês o aceitem ou não.

Isto os coloca frente ao seu próprio Ser, em seu futuro, em seu Ser profundo, e na realidade da sua Consciência, ou seja, segundo seu próprio ponto de vista.

***

Pergunta: uma escolha feita em consciência pode ser contrariada por uma escolha da alma?

 Bem amado, você poderia especificar o que você chama de escolha feita em consciência?

Onde se situa a Consciência?

Na personalidade ou no Estado de Ser?

Existe uma consciência da personalidade.

Existe uma consciência da alma.

E existe uma consciência do Espírito ou do Estado de Ser.

São três gama Vibratórias completamente diferentes e contraditórias.

Assim, quando você diz: “fazer uma escolha em consciência”, de qual consciência você fala?

Todo ser humano, sobre o planeta, desde que existe uma abordagem espiritual, é claro, quer a Luz.

Mas será que querer a Luz é Ser a Luz?

Ser a Luz é Abandonar, justamente, toda vontade.

É apagar-se, tornar-se o menor, tornar-se o mais humilde e o mais simples.

A característica, essencial e principal, da personalidade é recusar a simplicidade, é recusar a evidência e recusar a Luz, porque a Luz implica, para ela, o medo da dissolução, o medo do desaparecimento desse corpo, o medo de todas as projeções da consciência, com relação ao que vocês chamam, por exemplo, de casal, de filhos.

E, no entanto, quando vocês deixam esse corpo, pela Porta da morte, o que resta dos seus apegos, senão suas crenças, já que o apego real não pode mais existir, tal como existe neste mundo?

Então, qual é a escolha, em consciência, que foi relatada?

As escolhas da alma pertencem à Matriz.

A alma é uma criação da Matriz.

Isso foi explicado, muito longamente, pelo IRMÃO K, com relação à alma voltada, justamente, para a encarnação, para a matéria, e não para o Espírito.

Quando o Espírito se revela e é vivido, o corpo e a alma não existem, tão simplesmente, mais.

Crer que a alma vai conduzi-los, sobre este mundo, para alguma Liberação, é uma ilusão que foi chamada, pelo IRMÃO K, de Luciferiana (ndr: intervenção do IRMÃO K de 7 de julho de 2011) (***), nada tendo a ver, é claro, com Lúcifer, redimido desde muito tempo.

Mas isso corresponde ao eixo, alterado e falsificado, da Luz, denominado ATRAÇÃO / VISÃO.

O alojamento da alma, relacionado com a Porta AL (chakra de enraizamento da alma) está em contato direto com o que é chamado de Porta VISÃO, situada ao nível do fígado (ndr: ver a coluna “protocolos a praticar”) (*).

Enquanto existe uma projeção da Consciência, no exterior, neste mundo, enquanto vocês creem ser tributários de um karma, de um passado, qualquer que seja, fosse ontem ou em uma vida passada, vocês não são Livres.

E vocês não encontrarão a Liberdade por esse viés.

Isso resulta, diretamente, de um conjunto de mecanismos associados às leis da Matriz, às leis da alma, que não são as leis do Espírito.

As leis deste mundo não são as leis dos Universos Livres.

Toda sutileza das forças de confinamento foi fazê-los crer, e fazê-los aderir, a esses diferentes princípios.

O princípio de reencarnação, que vários seres na busca espiritual aceitaram como uma evidência (ou porque era uma crença muito útil para explicar suas problemáticas, ou porque eles tinham acesso, realmente, à memória de suas vidas passadas), é apenas um confinamento.

Não pode existir qualquer Liberação enquanto o Espírito não é revelado.

A alma tem um belo jogo, de alguma forma, para fazê-los crer que vocês são tributários de contratos, que vocês são tributários de afeição, que vocês são tributários dos erros que vocês cometeram no passado.

Quando vocês tocam o Espírito, e quando vocês vivem o Espírito, tudo isso desaparece, porque isso é apenas a cortina de fumaça colocada diante da tela da Consciência.

Mas se sua crença, e se sua vivência, estão ligadas a esses contratos de alma, a esses impulsos da alma voltados para a matéria, então, vivam-nos.

***

Pergunta: todas as manifestações sobre a nova Terra serão necessariamente ilimitadas?

 Sim.

Na medida em que, uma vez que são transpostas as Portas da 3ª Dimensão dissociada (que é, eu os lembro ainda, sua Dimensão de experiência, qualquer que seja seu acesso ao Estado de Ser), não existe mais qualquer confinamento possível, nem em um corpo, nem em uma forma, nem em um tempo, nem em um espaço, nem em uma Dimensão, nem em meio ao sistema solar.

A Consciência vive a Liberdade total.

O Espírito é imaterial porque não está presente nesta Dimensão.

É o próprio princípio do confinamento.

Quando vocês vivem o Espírito, vocês são o conjunto da criação e o conjunto das criaturas, quaisquer que sejam.

É a consciência fragmentada da personalidade confinada e da própria alma, que faz crer que existem leis, regras, hierarquias ou o que quer que seja, privando-os da Liberdade.

O Espírito é Livre, por toda Eternidade.

Ele não tem nem início, nem fim.

Ele não tem necessidade de qualquer evolução já que ele é perfeito, por toda Eternidade.

Somente a alma e a personalidade creem, neste mundo, que existe necessidade de evoluir, necessidade de se aperfeiçoar.

O Espírito não pode crer nessas coisas porque ele é a Verdade da Consciência que é perfeita, por toda Eternidade.

Então, como vocês podem conceber, ou mesmo crer, que vocês têm necessidade de evoluir ou de buscar o que quer que seja, já que a Unidade está presente, de toda Eternidade?

Simplesmente, é o acesso à sua Unidade que foi restrito por certo número de princípios de confinamento, tendo-os, cada vez mais, confinados em meio à personalidade.

Não há razão alguma para manter qualquer personalidade, qualquer alma, nos mundos da Verdade, porque vocês absolutamente não estão mais limitados pelo que quer que seja.

Não existe mais barreira, não existe mais partição, não existe mais fragmentação.

Essa é sua Essência.

Essa é sua natureza.

Essa é sua Verdade.

***

Pergunta: a Terra já vivenciou vários desaparecimentos em massa, Ascensões…

 Não foram Ascensões.

Foram processos de extinção maciça de toda vida que reproduzia a Matriz.

O que acontece, atualmente, não tem nada a ver.

A Atlântida não vivenciou a Ascensão.

A Atlântida vivenciou sua destruição e o confinamento de novo na Matriz.

A prova: vocês ainda estão aí e vocês foram aqueles que estavam na Atlântida.

O processo atual não é uma extinção, nem a reprodução de um quadro matricial confinante.

É a Liberdade e a Liberação.

Mas, é claro, aquele que está confinado na personalidade, e que deseja ali permanecer, irá chamar isso de destruição e de morte.

Mas isso é apenas o ponto de vista dele.

***

Pergunta: poderia falar do estado que consiste em se tornar observador de si mesmo?

 Bem amada, tornar-se observador de si mesmo não é se colocar como um observador, simplesmente, que iria observar deslocar-se e atuar na vida.

É um mecanismo da Consciência que é muito mais sutil.

É o momento em que vocês tomam consciência, real e concretamente, de que vocês não são nem esse corpo, nem seus apegos, nem seus filhos, nem seus pais, nem este papel, nem esta profissão, de que vocês são muito mais do que isso.

Naquele momento, e somente naquele momento, vocês se tornam os verdadeiros observadores, porque vocês não estão mais submissos a esta consciência fragmentada.

Vocês não estão mais sob o controle de seu próprio mental, de suas próprias emoções, de suas próprias mágoas e de suas próprias crenças, porque vocês não são mais nada disso.

Vocês vivem, naquele momento, real e concretamente, a Unidade.

Isso não é, portanto, um exercício para praticar, no sentido em que vocês poderiam entender, mas, sim, uma Reversão da consciência que os faz tomar consciência da ilusão deste mundo.

Por mais que vocês digam que este mundo é ilusão, e que o repitam durante 50.000 anos, ele não irá se mover um iota.

Ele estará sempre aí.

É a consciência que deve se transformar.

E a consciência se transforma, para um número cada vez mais considerável de seres humanos, através do que nós lhes demos, revelamos, e chamamos sua atenção e sua consciência sobre o que acontecia nesse corpo.

Porque esse corpo, como eu disse, é o Templo no qual se realiza a ‘alquimia’.

Que isso seja através das Coroas Radiantes da cabeça, do Coração, através do despertar do Canal do Éter ou do Canal da Kundalini, que isso seja através da Vibração das células do corpo, em última análise, o conjunto dessas manifestações (bem reais e concretas para aqueles que o vivem, mas que são uma ilusão para aqueles que não o vivem) vai levá-los a viver a ‘revolução da Consciência’, que é apenas uma reversão de toda projeção exterior (através dos apegos, dos medos, das crenças) para viver a Unidade.

Eis o que nós podemos dizer.

Mas, enquanto vocês não o vivem, todas as palavras que poderiam ser aplicadas não têm qualquer sentido.

Elas apenas têm sentido para aquele que o vive ou que se aproxima.

Não existe qualquer mecanismo de pensamento, qualquer mecanismo de conhecimento exterior que seja suscetível a fazê-los mover um iota para viver a Unidade.

Enquanto vocês creem nisso, vocês estão submissos às leis da alma, às leis da Matriz e às leis do confinamento.

Nenhuma lei do confinamento, mesmo compreendida e integrada, permite-lhes superar o confinamento.

O objetivo da Luz Vibral (através da Radiação do Ultravioleta, através da Irradiação do Espírito Santo, através da Irradiação d’A FONTE) tinha uma única intenção desde 1984, desde as Núpcias Celestes: fazê-los tomar consciência da ilusão deste mundo.

Não através dos mecanismos de pensamento, não através do fato de querer trabalhar sobre tal emoção ou tal atitude mental ou tal sofrimento, mas de se Abandonarem à Luz, como eu disse durante as Núpcias Celestes.

Permitindo-lhes, então, viver a transformação induzida pelo seu próprio Abandono, sua própria Humildade, sua própria Simplicidade, sua própria Transparência.

Os Pilares do Coração (que estão ativos, para alguns de vocês) são a prova absoluta de que o que vocês vivem não é uma ilusão, já que vocês o vivem.

E, naturalmente, aquele que não vive qualquer dos Pilares, aquele que não vive qualquer das Coroas, apenas poderá refutar e rejeitar isso.

E ele terá razão, porque ele nada vive de tudo isso.

Deste modo, então, a Unidade não é uma dogma, a Unidade não é uma crença, mas é um estado de fato, Vibratório, que os leva a viver a Unidade, por completo.

***

Pergunta: esse pesadelo que vivemos, a encarnação, nós o desejamos, individual ou coletivamente? Ou nós fomos traídos?

 Bem amado, empregar essa palavra ‘traição’ remete a dados históricos extremamente antigos.

Isso já foi desenvolvido e remonta a mais de 320.000 anos, e à chegada de algumas Forças, denominadas Arcônticas, neste mundo, tendo limitado a Liberdade de consciência.

Vocês não caíram porque, como o que é perfeito, por toda Eternidade, poderia cair em algum lugar?

A experiência da encarnação (em todo caso, para aqueles que estão presentes sobre esta Terra, desde tempos antigos), é apenas um confinamento no qual vocês não estão estritamente por nada.

A particularidade da consciência é que, quando ela está limitada em sua possibilidade Multidimensional, pouco a pouco, ocorre um mecanismo que eu prefiro chamar de esquecimento, e não de queda (porque a queda é uma culpa que lhes é atribuída, ao passo que vocês estritamente nada têm a ver com sua queda).

A problemática é a seguinte: a Luz Vibral, para muitos de vocês, sobre esta Terra, pode ser chamada de fogo do inferno, porque os condicionamentos fizeram-nos chamar a Luz de fogo destruidor.

Não é nada disso.

Tudo depende do ponto de vista.

Aquele que está confinado na encarnação e nas leis da alma, não pode conhecer o Espírito.

E, então, a irrupção do Espírito, ou da Luz Vibral, que ele não procurou, que se manifesta em sua consciência, é chamada de destruição, o fogo do inferno.

Mas, para aquele que vive a Unidade, isso se chama Liberação.

É exatamente o mesmo mecanismo que está em operação, mas tudo depende do grau de confinamento da consciência.

O esquecimento é um mecanismo terrível.

A memória é um mecanismo terrível.

E todos vocês o sabem, em relação aos seus sofrimentos passados que interferem em seu presente.

Aquele que está na Unidade não tem qualquer sofrimento.

Ele pode ter a lembrança, mas ele não é mais afetado, porque isso foi transcendido, não por uma vontade pessoal, mas porque ele, realmente, tomou consciência de que ele não é nem seu sofrimento, nem sua alegria, nem sua dor, nem seu prazer.

De que ele está neste mundo, como dizia o CRISTO, mas de que ele não é deste mundo.

Então, é claro, muitos seres humanos irão lhes dizer que a vida é magnífica neste mundo.

É a escolha deles.

E é, de qualquer forma, sua Liberdade.

O que nós podemos fazer já que cada um apenas pode sair do confinamento por si mesmo?

Após os mecanismos de destruição, a Matriz reformava-se instantaneamente através das leis gravitacionais induzidas por essas Forças Arcônticas.

Hoje, o processo é diferente, porque as Forças Arcônticas não podem mais agir.

Elas foram neutralizadas, no Amor e na Luz Vibral.

Assim, portanto, o que chega, hoje, é a Liberação.

Mas algumas consciências, vivendo em meio à alma ou à personalidade, não podem aceitar tal eventualidade.

O que nós podemos ali fazer?

A Terra experimentou inúmeras transformações geológicas, das quais ela carrega as cicatrizes e as marcas.

A personalidade, tão efêmera como é, vive como eterna.

É o próprio princípio da personalidade e o próprio princípio do confinamento.

Eis porque o ‘choque da humanidade’ e suas diferentes etapas, que lhes foram dadas há um ano, neste próprio espaço (ndr: intervenção de SRI AUROBINDO de 17 de outubro de 2010) (****), correspondem, na totalidade, ao que deve viver cada ser humano.

Existem mortes violentas, sobre este mundo, que não implicam em qualquer necessidade, nem em qualquer utilidade de preparação.

Existem mortes lentas que necessitam, para essas almas, uma preparação, e que sempre passa pelos mesmos estratos de negação, de negociação e, enfim, de aceitação.

Mas o que chega, hoje, não é a morte.

O que chega é a Liberdade e a Alegria.

Porém, o que ali nós podemos se uma Consciência está confinada em meio à alma, em meio à personalidade, e não Vibra na frequência da Liberdade?

Nós, estritamente, ali, nada podemos.

Mas, é preciso muito, que um dia, a experiência do confinamento, desejada por outra coisa que sua própria consciência, termine, de uma maneira ou de outra.

Vocês não podem aderir ao fato de ser Sementes de Estrelas, de ser Espíritos Livres e aceitar permanecer confinados, em um corpo, em um esquema de vida ou em uma Dimensão.

Mas, isso, vocês não podem aceitar enquanto vocês não vivem o Estado de Ser.

As experiências de morte iminente que fizeram alguns seres sair, simplesmente, desse corpo e ver a Luz ao longe (para a maioria, sem penetrar na Luz), bastaram para mudar a vida.

Vocês imaginam bem, então, que o momento coletivo da humanidade (correspondente à rachadura do Céu e ao momento em que a Verdade irá aparecer-lhes) irá libertá-los, de um modo ou de outro, enquanto respeitando sua Liberdade.

***

Pergunta: poderia nos falar da noite escura da alma e se todos os seres a vivenciam?

 Bem amada, ‘a noite escura da alma’ foi objeto de inúmeras comunicações.

É-me difícil retornar a isso.

Por outro lado, eu posso falar sobre o segundo aspecto da questão: não, a noite escura da alma não é vivenciada por todos.

Ou, em todo caso, podemos dizer que ela é vivenciada em diferentes níveis, segundo a maior facilidade para viver a Vibração.

A noite escura da alma é, justamente, o momento em que a alma decide aceitar que tudo, neste mundo, apenas pode ser escuridão, que não há qualquer esperança de Liberação, neste mundo.

Isso pode ocorrer e se manifestar durante o sofrimento extremamente doloroso da perda de uma projeção, através de um ser amado, por exemplo, ou da perda de um filho ou de um parente.

Um sofrimento indizível invade, naquele momento, a alma, que não tem fim, neste mundo.

E é naquele momento que a alma pode se voltar (o que não é sempre o caso, é claro) para a Luz, ou seja, para o Espírito, e sair, naquele momento, do confinamento.

A noite escura da alma, qualquer que seja a intensidade do sofrimento que foi proposto (no tempo ou na própria intensidade), vai, justamente, permitir-lhes transcender os limites da alma e sair, de Verdade, do confinamento.

Não há, então, que caluniar, nem que maldizer este princípio, mas, sim, apreender-se, de algum modo, dos mecanismos superiores.

Esta noite escura da alma pode existir ou não existir.

Ela pode tomar, para alguns seres, a forma da perda de um ser querido.

Ela pode tomar, também, o aspecto de uma doença fulgurante pondo em jogo, em um prazo muito curto, seu prognóstico vital.

Esse mecanismo, que parece terminar com a vida da personalidade, chama-os, justamente, a viver a Unidade e a Verdade.

Enquanto vocês não vivenciaram sua própria Unidade, vocês apenas estão submissos às suas crenças, vocês apenas estão submissos aos seus impulsos da alma, vocês apenas estão submissos à sua história pessoal, em meio a este mundo.

Mas vocês estão sempre sobre este mundo.

Viver a Unidade os faz sair deste mundo, enquanto ali permanecendo.

É a Consciência que sai do confinamento, que habita ainda, por um tempo, esse corpo e que não se identifica mais nem à alma, nem ao corpo, nem à personalidade, nem a coisa alguma que esteja presente na superfície deste mundo.

Somente naquele momento é que vocês podem viver a Liberdade, porque vocês estão Livres.

A noite escura da alma contribui para fazê-los atravessar a Porta Estreita, durante essa terceira Passagem.

Para isso, é preciso apoiar-se nos Pilares do Coração: a Humildade, a Simplicidade e a Transparência.

É naquele momento que a Luz pode penetrar, eu diria, sem resistência, em vocês.

A maior parte dos seres que lhes falam, enquanto Anciãos, vivenciou, durante sua vida, esta noite escura da alma.

Ou através da perda de um ser querido, como IRMÃO K.

Ou durante uma noite com uma agonia extrema da morte, como UM AMIGO.

Ou, ainda, meditando frente ao sol, como o Comandante (ndr: O.M. AÏVANHOV).

Naquele momento, há uma extração total da ilusão.

Será que, no entanto, esses seres saíram deste mundo?

Não.

Eles tentaram (cada um, colorido por sua vivência, por sua cultura) expressar, da melhor forma possível, naquela época, o que era a Unidade.

Mesmo se alguns não conseguiram, naquele momento, apreender o que era a história, ou seja, eles não tiveram acesso ao princípio de falsificação ligado a Deus, ao Diabo e a Yaldébaoth, e empregaram essa palavra, obviamente, mas sem saber o que havia por trás.

Mas o importante não foram as palavras que eles empregaram, mas o estado de consciência no qual eles estavam.

Eu falo, é claro, do Comandante.

Ou seja, adicionando alguns elementos, não exatamente a mesma coisa para o que vocês chamam de seres de polaridade feminina e, em particular, as Estrelas que, umas como outras, a maioria delas, deram-lhes seu caminho durante sua última vida.

A natureza feminina (denominada assim, neste mundo) tem muito mais facilidade para abandonar o poder, visto que a natureza masculina está associada ao poder, em um lado dito exteriorizado (denominado yang, se vocês preferirem), mas que corresponde a um desequilíbrio mais acentuado do que a natureza feminina, fazendo com que a natureza feminina esteja mais apta, ainda hoje, para encontrar a Unidade, para Vibrar em meio à Unidade, muito mais facilmente do que o homem.

***

Nós não temos mais perguntas, nós lhe agradecemos.

***

 Bem amados Filhos da Luz, bem amadas Sementes de Estrelas, eu rendo Graças pelo seu acolhimento, pela sua escuta e pela nossa Comunhão.

Eu lhes peço para aceitar minha Comunhão.

Até uma próxima vez.

… Efusão Vibratória / Comunhão …

************

Tradução para o português: Zulma Peixinho

http://portaldosanjos.ning.com

Read Full Post »

 

MARIA-17 DE MAIO DE 2010 – DO SITE AUTRES DIMENSIONS

Eu sou Maria, Rainha dos Céus e da Terra.

Meus filhos, venho do Céu e, hoje, chego sobre a terra, assinalando assim meu retorno entre vocês.

Muitos de vocês, meus filhos, são chamados a me perceber, a me ver, a me sentir.

Venho libertá-los.
Venho acolhê-los e recolhê-los.

Minha intervenção em seu mundo, e que é o meu, vai desenrolar-se em dois tempos importantes e essenciais para permitir-lhes, a todos, a todos aqueles que o desejarem, viver enfim na Verdade e na Unidade.

Venho também preparar o retorno, do Céu, daquele que foi chamado meu Filho, mas eu os lembro que vocês são todos meus filhos, sem qualquer exceção.

Hoje, venho falar-lhes.

Como lhes disse o Arcanjo Miguel (nota: intervenção de 17.05.2010), cada dia, cada hora, agora, a Luz baterá no limiar de sua consciência limitada, preparando, assim, a via para minha Presença e para a Presença de Cristo.

A um dado momento, muito, muito próximo, ocorrendo entre o dia da Unificação e o dia da festa do Arcanjo Miguel, realizar-se-á, para absolutamente todos os meus filhos, aqueles que me sentem e reconhecem, como aqueles que me rejeitam ainda, realizar-se-á meu Anúncio.

Eu falarei a cada um, pessoal e individualmente, com meu Coração de Mãe que vocês viverão.

É livre a vocês, depois, aceitar ou recusar, mas vocês não poderão se enganar com o que sentirão.

Vocês não poderão se enganar com o que lhes dirá seu Coração.

Intervirei 72 horas, muito precisamente, antes de um processo essencial nesta humanidade.

Esse processo essencial foi anunciado por vários de meus enviados.
Isso foi chamado os três dias.

Naquele momento, em que a Consciência da humanidade bascula uma primeira vez na nova Dimensão.

Essa primeira reversão ocorrerá 72 horas após o que anunciei solenemente, individualmente, coletivamente.
Cada um perceberá este Anúncio. Cada um.

Ninguém poderá ignorá-lo.

Seja pela Vibração do Amor de suas redescobertas comigo, seja pela minha voz, seja o que seja, para alguns, por sonho, eu virei anunciar-lhes a todos, três dias antes.

Preparem-se para esse momento, para viver a primeira Eucaristia do Espírito, a primeira efusão total do Espírito Santo, preparando o retorno de Cristo.

O trabalho da Luz, cada hora, permitirá também a preparação de sua escuta a meu Anúncio.

Ninguém poderá ser enganado por meu anúncio.

Obviamente, muitos poderão se desviar, mas ninguém poderá dizer que não me ouviu.

A partir de hoje, acompanhados de uma grande Força e de um grande número de Consciências Unificadas, nós viemos sobre seu mundo.

Algunas forças de resistência a nossa vinda tentarão fazê-los acreditar na vinda da Sombra.

Mas vocês terão, em vocês, os meios Vibratórios de conhecer e de reconhecer a Verdade, a Verdade de uma Mãe que vem salvar, e amar, e acarinhar todos os seus filhos.

Ninguém poderá ignorar a Verdade deste anúncio.

Vigiem, nos espaços de Luz, vigiem para ficarem atentos.

Vocês saberão que venho avisá-los porque seus sons, suas percepções de sons modificar-se-ão grandemente nas horas precedentes.

Seu Coração, a Vibração de sua Consciência, manifesta uma Alegria intensa e profunda.

Naquele momento, vocês saberão já que venho a vocês.

Alguns de meus mensageiros vão se revelar, agora.

Eles acolherão, com determinação, com humildade, seu papel e sua função.

Esses mensageiros não são amados mais ou menos que os outros, mas eu velo sobre eles de maneira privilegiada. Mas eu os amo a todos.

O parto da nova Dimensão de vida é iminente.

Cada dia, doravante, poderá ver, para vocês, como para o conjunto da humanidade que percorre esse mundo, o acesso à Verdade de maneira definitiva.

Estejam atentos aos sons, estejam atentos à Vibração de sua Coroa Radiante do Coração, estejam atentos, enfim, à Luz que se manifestará e que se manifesta já a alguns de vocês: esse véu branco que pode aparecer em seus espaços exteriores como Interiores.

Esse desvendamento da Luz, que permite minha intervenção nesse plano para restabelecer a vontade da Fonte e minha vontade de Criadora, minha vontade de Mãe.

Meus Queridos Filhos, durante este período que prepara meu Anúncio, durante este período que vai vê-los viver a Cruz, a Cruz mística, a Cruz da reversão, que verá o fim da ilusão, o final das máscaras, que verá revelar todos aqueles que os impediram, de uma maneira ou de outra, de voltarem a ser meus filhos na Verdade.

Todas essas consciências que se desviaram da face da Fonte, para um proveito pessoal, qualquer que seja, serão desmascaradas, agora.

Os dias não são contados.
Seus dias não são contados.
Seus dias terminaram.

Vocês o constatarão no ambiente mundial, doravante muito, muito rápido, nos dias que vêm e cada dia lhes trará seu lote de surpresas.

Permaneçam centrados no Amor que vocês são.
Acolham esta queda das ilusões para o que ela é: uma liberação, uma possibilidade de reencontrar sua Alegria, sua Eternidade.

Vocês são chamados, meus Queridos Filhos, para viverem muito ainda de transformações, em vocês, como em suas vidas.

Acolham essas transformações porque elas irão sempre no sentido da leveza e no sentido de seu bem, mesmo se, num primeiro tempo, o jogo da personalidade possa resistir.

Múltiplas Bênçãos lhes serão trazidas por minha Presença, assim como pelo conjunto de minhas Irmãs que me acompanham e que foram, em diferentes épocas desta humanidade, portadoras, inteiramente ou em parte, de minha própria Consciência.

Algumas delas têm nomes conhecidos, para vocês, no Oriente como no Ocidente.
Outras lhes são menos conhecidas, porque percorreram caminhos não conhecidos ou espaços que não lhes são interessantes mesmo nesse mundo.

Somos todas, todas as treze, Mães.
Somos, todas, aquelas que vêm tomá-los nos braços e sobre nosso Coração.

Os véus do isolamento desagregam-se.
Seu olhar vai se abrir cada vez mais à Luz.

Vocês não terão qualquer dificuldade para reconhecer o que é a Luz Vibral e o que é a falsificação.

Nesta nova Consciência, em sua Presença, o medo dissolver-se-á.

Vocês descobrirão espaços de certeza Interior, espaços onde a clareza será tal, que mais nenhuma dúvida poderá assaltá-los.

Vocês tornar-se-ão mais sensíveis, mas também mais fortes e mais determinados na conduta do que lhes resta a viver nesta ilusão.

Vocês tomam Consciência e serão afirmados em sua Existência.

O que se desdobra diante de vocês é verdadeiramente o estabelecimento do reino da Luz.

Mas o estabelecimento desse reino implica que tudo o que não é Luz desapareça, sem exceção.

Todas as construções maquiavélicas de alguns de meus filhos, que se desviaram de meu Coração, devem desaparecer.
E elas desaparecem.

Não se atrasem com isso, porque saibam que tudo isso será profundamente justo e verdadeiro.

Acolham tudo o que ocorre em sua vida, ainda que seja brutal mesmo em seu ambiente, como uma oportunidade de reencontrar o que vocês são.

Obviamente, minhas Irmãs e eu mesma, revestidas da Vibração Arcangélica, inteiramente, estaremos presentes nesses espaços de Vibração e de Radiação durante os dez primeiros minutos de cada hora.

Esses instantes representarão, como vocês se aperceberão muito, muito rápido, sua regeneração.

Vocês extrairão, nesses instantes, a força da Verdade, a força do Amor, a força de seu próprio nascimento no Ilimitado, a força para acolher meu anúncio.

Antes de lhes dar a palavra, meus Queridos Filhos, vou juntar minha irradiação (e aquela de minhas Irmãs que me acompanham, em minha Frota de Embarcações de Luz), àquela dos Arcanjos, àquela dos 24 Anciões, durante alguns minutos.

Agora.

Depois, eu os deixarei expressar-se, se há em vocês, aqui presentes, alguns que desejam pedir ou perguntar…

…Efusão de Energia…

Meus Queridos Filhos, de nosso espaço de Comunhão presente, se alguns de vocês tem necessidade de esclarecimento sobre o sentido de minha Presença aqui e de meu Anúncio, é tempo, agora, de me perguntar.

Questão: quais são suas reações, face ao que pôde acontecer sobre a Terra, como as guerras? Por que não enviou mensageiros ou não interviu?

Querido Filho, se pudesse fazê-lo, eu o teria feito.

Bem antes de minha vinda, como Maria, estive presente na Terra desde sua Criação, nos tempos mesmo onde nenhuma alma havia se manifestado nesta Criação.

Eu sou sua Criadora, eu sou sua Mãe, em todos os sentidos do termo.

Eu vim muito numerosas vezes.
Eu me sacrifiquei nesta Dimensão.
Eu os acompanhei.

Mas, a partir do momento em que um certo número de elementos interferiram com esta Criação que é a minha, eu me encontrei confrontada a uma problemática importante.

Eu apenas podia então seguir um plano, que não é o plano dos homens de boa vontade, ou de má vontade, mas o plano da Luz e da Fonte.

Eu intervenho no momento oportuno.
Eu intervenho no momento útil e no momento em que isso é possível.

Jamais, jamais, eu teria deixado sofrer meus filhos, cortados de sua Fonte, de sua Criadora, tão longo tempo, se tivesse podido.

Esta preparação, nesse ciclo específico que vocês vivem, é bem anterior à minha vinda como Maria.

Percorri o que vocês chamam de numerosas vidas, bem antes.

E percorri numerosos Universos, independentemente mesmo da forma que vocês têm hoje.

A Criação, minha Criação, aquela em que vocês estão, foi modificada.
Essas modificações não me permitiram, assim como a todas as Consciências da Luz Unitária, vir ajudá-los antes.

Os tempos chegaram, agora, então, congratulemo-nos juntos.

Minha não intervenção não está ligada à má vontade, mas bem mais à minha incapacidade.

Eu sou Maria, Rainha dos Céus e da Terra, eu sou toda potência dentro de minha Criação, potência em Amor.

Alguns eventos, em minha Criação, não me permitiram manter a Luz, como uma Mãe o desejaria, para cada um de seus filhos.
Mas isso terminou.

Questão: o final dos três dias assinala o final do corpo físico?

Bem Amada, para alguns de vocês, sim, seguramente.
Para outros, não.

Estes deverão ainda manter esta forma ilusória a fim de recolher e acolher aqueles que não puderam ainda abrir sua Consciência e que estão em vias de fazê-lo.

Os três dias assinalarão, para esta Terra que foi traída e mortificada, a liberação da Terra mesmo nesta Dimensão.

Naquele momento, continentes desaparecerão, terras novas emergirão, o Céu não será mais o mesmo, as águas tampouco.

É em meio a este ambiente modificado que alguns de meus filhos prosseguirão o caminho da encarnação, ainda algum tempo, para ajudar e servir.

Questão: você é por vezes representada com uma coroa que mostra a sucessão de 12 estrelas, como colocadas num eixo do corpo ou com um tipo de coroa, no sentido clássico, horizontal. Qual é a diferença entre as duas?

Meu Querido Filho, como você disse, tão bem, são apenas representações.
Eu sou bem além das representações.

Minha forma, em minha última vida, como Maria, é, ela também, mutável.
Minhas vestes, meus véus, diferentes em função das circunstâncias.

Eu tive, pelo momento, apenas muito pouca oportunidade de me revelar como em minha Dimensão original de Criadora.

Minhas manifestações, nas Dimensões que se aproximam da sua, projeções de minha própria Consciência Ilimitada, aproximam-se desta limitação durante os séculos passados, obviamente, passou pelo filtro daqueles que me perceberam ou que me vislumbraram.

Sua própria crença, sua própria Vibração, ressoaram neles e criaram uma imagem que é, ela também, uma representação, por vezes afastada de minha própria manifestação naquela ocasião.

Vocês são, meus Queridos Filhos, tão habituados à identificação numa forma, a sua, como todas as outras, que vocês esqueceram, nesta limitação, que mesmo a sua forma, nos mundos ilimitados, é móvel.

Não existem formas fixas nos mundos da Luz.
Existe, entretanto, um mundo de origem, para mim, como para vocês, ainda que vocês sejam meus filhos e que eu os tenha criado, todos, sem exceção.

Sua origem anterior à Criação desse mundo faz de vocês, assim como o disse o Arcanjo Miguel, Sementes de Estrelas, que vieram semear esse mundo de beleza, de Verdade, de Amor.

Em breve, eu o espero, muitos de vocês viverão o acesso à «sem forma», ou, em todo caso, à «sem forma definida».

Alguns de vocês me verão ainda com o filtro de sua crença, de sua Consciência limitada, com uma coroa de estrelas, com véus de diferentes cores, com uma visão bem real do rosto que tive enquanto Maria.
Mas eu sou bem mais que isso.
E, ao mesmo tempo, bem menos que isso.

Originalmente, sem ir demasiado longe, Queridos Filhos, se bem o quiserem, para o momento, porque dizer-lhes a nada serve, enquanto vocês não tiverem vivido e experimentado em sua Consciência, eu sou um ser vindo de outra parte, de uma outra parte extremamente longínqua para vocês, de uma forma extremamente incomum.

Para vocês, humanos, emprestei um corpo humano mas, fundamentalmente, não sou humana, assim como vocês não o são.
Vocês esqueceram e isso retorna.

Esta Revelação, esta Consciência vai se fazer de maneira progressiva, para que o desvendamento se faça, para vocês, no Amor, na doçura, sem choque.

Minha forma inicial é muito distante da forma de Maria e eu sou Maria, entre outras.
Eu sou, antes de tudo, sua Criadora e sua Geneticista, o que pode, ainda hoje, lhes parecer misterioso.

Assim que me chamam os filhos que deixam esse mundo e que vêm a mim, que eu ajudo, para que não sofram demasiado nesta ilusão, chamam-me mamãe do Céu, porque eu sou isso, na Verdade.

Isso vai lhes parecer difícil para integrar, mas eu conheço todas as Almas deste planeta, desta humanidade, sem qualquer exceção.

Assim é a consciência ilimitada como uma Criadora, nos diferentes mundos, não pode jamais esquecer: a carne de sua carne e o Espírito de seu Espírito.
Isso, vocês o viverão em breve.

Questão: as 72 horas de que fala assinala o despertar dos vulcões?

Os vulcões são apenas uma parte da Verdade.
Mas sim, obviamente, isso participa desses três dias.

Mas os fenômenos, para além de sua Terra, ligados ao sol e a seu companheiro, entrarão também nessas manifestações.

Gostaria simplesmente de dizer que o que foi chamado frequentemente «os três dias de trevas» (e em outros lugares, os « três dias de Luz»), exteriormente, corresponderão para vocês a um Estado de consciência extraordinário.

Vocês banhar-se-ão na felicidade a mais total.
Vocês não serão afetados, naquele momento, por qualquer evento exterior.

Sua Consciência e sua reconexão será, de algum modo, seu próprio escudo.
Vocês tornar-se-ão invisíveis ao mundo exterior nesse processo dos três dias.

Agora, lembrem-se que eu lhes expliquei claramente meu Anúncio e como ele acontecerá.
Mas lembrem-se, também, que tanto os Arcanjos, como o conjunto de minha frota e o conjunto da frota da Luz Vibral se adaptam.

Nesse sentido, foi dito, pelo meu próprio filho, que somente a Fonte conhece a data.
Mas esta data é agora.
O agora inscrevendo-se num espaço e num tempo reduzido, inferior a dois anos.

Vocês não têm que temer, nem que esperar este instante.
Vocês têm que se banhar na Luz.
Vocês têm que redescobrir a Alegria do que vocês são.
Vocês tem que viver mesmo nesta ilusão.
Vocês tem que se despertar e comunhar com a Luz.

Questão: de quando data a separação da Fonte?

Querido Filho, isso remonta a tempos muito longos e demasiado distantes, em termos temporais humanos.

Isso corresponde a 6 ciclos de 52.000 anos, durante os quais o conjunto das Forças multidimensionais da Luz Vibral (seja eu mesma, os Elohim, os gigantes, e altas entidades, meu filho e tantos outros) trabalhamos para que jamais, jamais, vocês perdessem totalmente sua Dimensão de Eternidade.

Nós tivemos todo o tempo, ainda que para alguns de vocês, esse tempo possa parecer, hoje, muito longo.

Mas lembrem-se que, em definitivo, todas as experiências vividas na dualidade, não foram verdadeiramente inúteis, porque permitiram à Inteligência da Luz viver, assim como à Fonte e a nós, Consciências elevadas, o que deve ser uma Criação e o que ela não deve mais ser.

A Fonte decretou e realizou o final da separação e da ilusão, nesse mundo e no conjunto de mundos que tem vivido a experiência da separação e da divisão.

Questão: uma vez realizada a reunificação com o corpo de Existência, como vamos nos manifestar?

Querido Filho, cada um segundo o princípio de atração e ressonância em seu corpo inicial precedente à sua descida nesta matriz.

Alguns de vocês percorrerão, dentro de sua Consciência ilimitada, um Corpo de Luz.
Outros, enfim, um corpo de Cristal.
Outros, um Corpo de Diamante.
E outros, enfim, corpos bem além de toda noção antropomorfizada.

Cada destino é único.
Eu os conheço a todos, sem exceção, em seus destinos, em seus corpos, em suas almas, em seus Espíritos, mas cada um de vocês é unico ao nível de sua origem estelar.

Existe uma multidão de formas, de Vibrações, de Dimensões de origem, que vocês reencontrarão naquele momento.

O importante, hoje, é viver já nesta Consciência e nesse corpo limitado para a abertura do Coração e para a vivência da Alegria que confere a Vibração do Amor e do Coração.

Questão: seus mensageiros são todos hoje designados e são conscientes de sua missão?

Querida Filha, alguns têm já esta Consciência.
Outros, não ainda.

Isso realizar-se-á mais ou menos rapidamente, segundo a capacidade de cada um desses filhos para concordar e para encaixar o nível Vibratório correspondente.

Não, todos não estão ainda despertados.
Cada um despertar-se-á no momento oportuno.

Questão: é importante ter água benta e velas abençoadas durante os três dias?

Bem Amada, Querida Filha, isso foi dito e redito, o mais importante não é a vela de cera de abelha.
O mais importante não é a água benta.
O mais importante é você mesma, porque se seu coração não está irradiante, para que lhe serviria esta vela e esta água?
Para nada.

No momento em que viver o instante, aqueles de vocês que estão prontos o viverão na Alegria, na felicidade que descrevi.

Aqueles que estão quase prontos, poderão efetivamente se ajudar disso.
Mas, aqueles que não estão prontos completamente, isso não trará nada a mais.
Somente será importante o que você é, e unicamente isso.

Questão: qual é o papel das chamas gêmeas?

Querido Filho, não me compete responder a esse gênero de questão, hoje.
Saiba que para o Espírito e para a Verdade do que você é, isso não tem, estritamente, qualquer importância.

Enquanto você estiver dependente de alguma coisa além de você mesmo, além de seu próprio Coração, você não é você mesmo.

Seja a crença na necessidade de uma chama gêmea ou de uma alma irmã para se realizar, para se despertar.

Hoje, a hora chegou de viver e de compreender que vocês são inteiros e totais em vocês, sozinhos.

Que apenas reencontrando esta totalidade do que vocês são que vocês chegarão a bom porto.
E não se pendurando em uma Vibração exterior a vocês.
Seja ela de uma chama gêmea..

Muitas crenças foram veiculadas que vocês não poderiam viver a Luz sem estarem ao lado de sua chama gêmea.
Isso é uma crença. Nada mais.
A Verdade é Una.
A Verdade é que vocês são Um e inteiros, em vocês, sozinhos.

Queridos Filhos, como lhes disseram vários interventores masculinos, vocês sozinhos podem ir e abrir seu Coração.
Se vocês não estão prontos, nós poderíamos bater durante muito tempo à sua porta, vocês não a abririam, mesmo sabendo que é sua Mãe que lhes fala.

Assim, é da humanidade adormecida e assim é de algumas Almas, muito pouco numerosas no olhar da multidão, que quiseram substituir suas próprias regras pelas leis da Fonte e do Amor.

Ainda uma vez, vocês não têm que se preocupar disso.

Quanto melhor vocês estiverem alinhados com vocês mesmos, com o que vocês são, melhor as coisas desenrolar-se-ão facilmente e na evidência.

Questão: outros de seus nomes poderiam ser Isis, a Criadora de Urântia, Nemônia?

Querido Filho, meu nome, minha Vibração de origem, é Is-Is, chamada efetivamente Isis ou Seth.

Bem outros nomes poderiam, nas rondas da encarnação, ser meu nome.
Mas meu nome de origem é Is-Is.
Mas a Vibração de Maria corresponde à Vibração de Mãe.
A denominação Is-Is é minha denominação Vibratória original, nos mundos unificados.

Questão: se não pôde, antes, intervir, de onde vem a força que faz com que o possa hoje?

Num conjunto de fatores a que chamaria astronômicos.

Nós tomamos, de algum modo, a dianteira, com relação ao plano daqueles que se desviaram de mim.

A força, que não é um combate, está ligada simplesmente a uma antecipação temporal com relação a um calendário astronômico bem real.

A chegada da Luz é previsível, como é previsível todos os 52.000 anos, e foi só avançada, permitindo justamente preceder os planos daqueles que se desviaram de mim, não lhes deixando mais qualquer possibilidade de modificar o que quer que seja, no estabelecimento da Luz.

Minha força, é também o conjunto de seres humanos que, desde um quarto de século de seu tempo, e sobretudo desde um pouco mais de um ano de seu tempo, revelaram-se e despertaram-se, e tornaram-se, como o disse o Arcanjo Miguel, os Ancoradores e os Semeadores da Luz, apesar do conjunto de planos que construiram aqueles que são opostos a meu Nome para tentarem evitar isso.

Definitivamente, a Luz se estabelee.
Não considerem isso como uma vitória.
Igualmente, não considerem meu déficit de possibilidade de intervenção como uma derrota.
Não se trata disso.

Trata-se simplesmente do restabelecimento da Verdade e da Unidade.
Nada de mais e nada de menos.

Conceber isso como uma vitória ou uma derrota, teria a tendência a remetê-los segundo as leis da dualidade, ao nível Vibratório.

A Unidade não quer mais isso.
A Unidade é restaurada.
A dualidade desaparecerá.

Não é uma vitória, não é uma derrota, nem para um, nem para o outro.
É simplesmente a lógica da Criação, qualquer que seja.

Não temos mais perguntas. Agradecemos.

Meus Queridos Filhos, eu lhes transmito minhas bênçãos.
Eu lhes transmito todo o Amor de uma Mãe, todo o Amor da Luz Vibral, da Luz Autêntica.
Eu lhes desejo, a todos, um retorno em seus espaços ilimitados, uma preparação feliz, alegre do retorno completo da Luz e de sua Consciência nesse mundo.
Eu os abençôo.

_

____________________
Compartilhamos essas informações em toda transparência. Agradecemos de fazer o mesmo, se a divulgarem, reproduzindo integralmente o texto e citando a fonte: http://www.autresdimensions.com.
Versão do francês: Célia G. – http://leiturasdaluz.blogspot.com

Read Full Post »